Sobral – 300×100
Seet

Mais de 16,6 mil novos alunos se matricularam na rede estadual do Tocantins

Redação AF - |
Foto: Luiz Melchiades
Ao todo, cerca de 185 mil alunos devem estudar na rede estadual de ensino em 2016

Com o fim das matrículas para novos alunos na rede estadual de ensino, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) registrou um aumento de 30,31% em relação ao mesmo período do ano passado.

Ao todo, neste ano, 16.680 novos estudantes solicitaram matrícula nas mais de 530 escolas estaduais ou conveniadas, compondo um total de cerca de 185 mil estudantes. No ano passado foram apenas 12.800.

Os números são do Sistema de Gerenciamento Escolar (SGE) da Seduc e dizem respeito somente aos alunos que ingressam pela primeira vez na rede estadual de ensino.

Para o secretário Adão Francisco de Oliveira, estes dados representam uma responsabilidade maior para com a educação pública do Estado. “A Seduc e as nossas escolas estaduais estão preparadas para receber este contingente de alunos. Para nós, mais do que números, estes dados representam maior responsabilidade em oferecermos uma educação de qualidade para atingirmos o patamar desejado para a Educação Integral e Humanizada, preconizada pelo Governo do Estado”, completou.

Esse aumento no número de solicitações de novatos na rede estadual é atribuído a três fatores pela gerente do SGE, Márcia Flausino. “Nós tivemos um aumento de alunos que chegaram às grandes cidades do Tocantins, Palmas e Araguaína, vindos de outros estados; tivemos também um grande número de alunos vindos da rede particular e tivemos um aumento na solicitação de alunos na EJA (Educação de Jovens e Adultos), ou seja, pessoas que haviam deixado de estudar e que agora querem retornar à sala de aula”, explicou.

Volta às aulas

A rede estadual de ensino retorna às atividades a partir do próximo dia 15 de fevereiro em todo o território tocantinense. Entre alunos veteranos e novatos nas escolas estaduais, a rede conta com um total de cerca de 185 mil estudantes, distribuídos em mais de 530 escolas estaduais.

Comentários pelo Facebook: