Tocantinenses vão receber alertas de desastres naturais via SMS a partir de fevereiro

Redação AF - - 740 views
Foto: Divulgação
Alagamentos em Araguaína durante as chuvas

A partir de fevereiro, moradores do Tocantins vão poder receber avisos de desastres naturais diretamente no celular. Para ter acesso ao Serviço de Alertas por SMS, o usuário precisa cadastrar-se assim que receber a primeira notificação da Defesa Civil. O uso é gratuito e tem como objetivo orientar a população sobre os procedimentos a serem tomados diante de risco de alagamentos, temporais, inundações e deslizamentos.

A plataforma já está em funcionamento em nove estados: Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Rio Grande do Sul. A previsão para o início da operação dos alertas no Tocantins é 19 de fevereiro. Trata-se da quinta fase de implantação do sistema, que engloba também o estado de Mato Grosso e o Distrito Federal.

O mecanismo é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional, em parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e operadoras de telefonia móvel.

Segundo informações do ministério, a partir do dia 19, uma mensagem de cadastro começará a ser enviada para todos os telefones celulares ativos na região: “Defesa Civil Nacional informa: novo serviço de envio de SMS gratuito com alertas de área de riscos. Para se cadastrar, responda para 40199 com CEP de interesse”. Assim que indicar o CEP, o telefone móvel do usuário já estará apto a receber alertas da Defesa Civil. É permitido cadastrar mais de um CEP.

Se o morador não receber o SMS, ele mesmo pode solicitar adesão. Basta enviar uma mensagem com o CEP para o número 40199. A expectativa é que, até março deste ano, todos os estados do país estejam com o serviço ativo. De acordo com a pasta, quem desejar interromper o recebimento do serviço pode solicitar o cancelamento a qualquer momento.

Os alertas serão enviados pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração, em parceria com os órgãos de Defesa Civil de estados e municípios, tão logo forem identificadas situações de riscos que possam acarretar desastres naturais.

Com informações do site Metrópoles.com

Comentários pelo Facebook: