Seet
Sobral – 300×100

Travesti que teve casa incendiada acredita ter sido vítima de ‘discriminação’

Agnaldo Araujo - | - 807 views
Foto: Araguaína Notícias
Bárbara Gomes está vivendo na casa de parentes

Márcia Costa//AF Notícias

O incêndio que destruiu parte da casa de uma travesti no Setor Morada do Sol III, em Araguaína, pode ter sido motivado por preconceito e discriminação. A afirmação é da morada da residência, Barbara Gomes, de 33 anos.

Homens invadiram a casa da travesti na madrugada da última terça-feira (08) e, além de atearem fogo, furtaram o motor da geladeira, levaram outros pertences e também reviraram a casa. Roupas, camas e móveis foram destruídos pelo fogo.

Bárbara Gomes registrou Boletim de Ocorrência. “Alguém que não gosta de mim, alguém preconceituoso, porque não tenho nenhum inimigo. Alguma coisa relacionada ao preconceito. Alguém que discrimina nossa classe”, disse sobre o que poderia ter motivado o incêndio criminoso.

A travesti afirmou também que chegou a sofrer retaliações por causa do seu gênero e que um ex-presidente de bairro ameaçou fazer um abaixo-assinado para que ela fosse embora do setor. “Ele disse que iria fazer um abaixo-assinado para me tirar de lá, pois ele não queria ‘viado’ no setor”, relatou.

Sobre o caso, a Associação das Travestis e Transexuais do Tocantins afirmou que Bárbara vive em condições de vulnerabilidade e entrou com um pedido de aluguel social à Secretaria de Assistência Social. Ainda confirmou que a travesti está na casa de parentes e necessita de doações, seja de roupas ou alimentos. (Com informações do Araguaína Notícias)

Veja mais…

Homens arrombam casa de travestis e ateiam fogo no Setor Morada do Sol

Comentários pelo Facebook: