Seet
Sobral – 300×100

Três homicídios com arma de fogo são registrados em Araguaína em apenas seis horas; ninguém foi preso

Redação AF - |
Foto: AF Notícias
Araguaína registra três homicídios entre a noite de sábado e a madrugada de domingo.

A cidade de Araguaína registrou três homicídios em um curto espaço de tempo, entre a noite de sábado (27) e a madrugada deste domingo (28/08).

O primeiro crime ocorreu por volta das 20h30 de sábado. A Polícia Militar foi acionada para atender ocorrência no Bairro São João e no local encontrou um senhor de 57 anos, caída ao solo, identificado como José de Arimateia da Silva Costa.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) compareceu e constatou o óbito da vítima, que de acordo com a perícia, foi atingido por cinco disparos de arma de fogo na cabeça. Segundo testemunhas, dois indivíduos teriam derrubado a vítima e efetuado os disparos, não sabendo precisar qual tipo de veículo os autores estavam.

Segundo homicídio

Foto: Divulgação
Gerente do Subway teria reagido ao assalto e atingido por disparos de arma de fogo.

O segundo homicídio ocorreu por volta da 00h30min, madrugada deste domingo (28), no Setor Araguaia. A testemunha informou à Polícia Militar que se encontrava dormindo juntamente com seu marido quando três criminosos armados adentraram no quarto do casal.

Conforme a PM, a vítima, Rogério de Castro Nunes, de 36 anos, reagiu e foi atingida no tórax por dois disparos de arma de fogo. O Samu esteve no local e confirmou o óbito. Rogério era gerente da unidade do Subway de Araguaína.

Terceiro homicídio

Foto: Divulgação
Homem não foi identificado.

Ainda, por volta das 02h30, a Policia Militar atendeu outra ocorrência de homicídio, dessa vez no Setor Entroncamento.  No local, testemunhas informaram que ouviram uma discussão e em seguida quatro disparos de arma de fogo.

Testemunhas relataram também que viram dois indivíduos correndo após o fato. A perícia esteve na cena do crime, constatou que a vítima foi alvejada com dois disparos no tórax e um de raspão no queixo. De acordo com testemunhas o homem era usuário de drogas, e ainda não teve a identidade confirmada.

A Polícia Militar informou que fez diligências, no entanto, não localizou os autores dos fatos. Em todas essas ocorrências a real motivação e a autoria estão a cargo da Policia Civil.

Comentários pelo Facebook: