Sobral – 300×100
Seet

Troca de Comando da PM não tem relação com episódio em Guaraí, afirma Federação

Redação AF - | - 652 views
Foto: Divulgação

O Governo do Estado já anunciou oficialmente a troca do comando da Polícia Militar do Tocantins. A solenidade acontecerá na próxima segunda-feira (6), em Palmas. O coronel Glauber de Oliveira Santos deixa o posto e entra o também coronel Edvan de Jesus Silva. Com isso, Glauber assumirá a Secretaria de Cidadania e Justiça.

Nos bastidores, a saída do coronel Glauber estaria relacionada ao desgaste provocado pelo episódio em que quatro policiais militares balearam o delegado Marivan Sousa, em Guaraí, ao confundi-lo com assaltante.

Mas para a Federação das Associações de Praças Militares do Estado do Tocantins (FASPRA-TO) são apenas ‘especulações’.

“O coronel Glauber não deixou o Comando da PMTO por insatisfação da tropa. Muito pelo contrário, durante o período no qual esteve à frente da Corporação o ex Comandante sempre defendeu os interesses da categoria e recebeu com atenção as demandas apresentadas pelas Associações Militares”, diz nota da FASPRA.

A Federação também é categórica ao afirmar que “não é verídica a notícia de que a troca de Comando tenha tido relação com o ocorrido em Guaraí”.

“Dentre todos os argumentos apresentados pelos canais de comunicação, a única informação legitima é a de que o Coronel Glauber deixa o Comando da Polícia Militar, por determinação do governador Marcelo Miranda, para assumir a Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju)”, garante a nota.

A Federação disse que o ex-comandante prestou um valoroso trabalho, com dedicação e recebia as demandas da tropa mesmo nas ocasiões em que, por motivos maiores, não era possível atender todas as solicitações.

A FASPRA-TO também desejou boas-vindas ao novo Comandante e “espera manter o bom diálogo com a instituição, a fim de continuar somando forças na luta em defesa dos direitos e pela valorização dos policiais militares do Tocantins”.

Comentários pelo Facebook: