Turismo rural ou agroturismo, uma tendência sustentável e promissora no Tocantins

Agnaldo Araujo -
Foto: Nielcem Fernandes / AF Notícias
O Turismo Rural promete resgatar os sabores tradicionais com foco na produção agrícola familiar

Nielcem Fernandes // AF Notícias

O turismo rural ou agroturismo é uma nova opção promissora no Tocantins para agregar o desenvolvimento da agricultura familiar aliada à produção sustentável no campo.

Como foco no contato direto com a natureza, comidas típicas e nos costumes do homem do campo, o turismo rural proporciona uma convivência no ambiente familiar e acolhedor por meio da hospedagem domiciliar. Nessa modalidade de turismo, quem recebe os visitantes abre as portas de sua casa, principalmente da cozinha.

Foto: Nielcem Fernandes / AF Notícias
Ambiente agradável e acolhedor. Esse é um dos diferencias do turismo rural

A 18º edição da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins), que ocorreu entre os dias 8 e 12 de maio, apresentou aos visitantes um modelo de negócio favorável aos pequenos produtores rurais tocantinenses, ideal para quem buscam refúgio do stress e da correria do dia-a-dia dos centros urbanos.

O stand da Fazendinha Água Doce Turismo Rural foi um dos grandes destaques da feira e recebeu visita de milhares de pessoas por dia.

A equipe do AF Notícias foi recebida pela vice-presidente da Associação Água Doce, Noeli Maria Stumer. A associação que funciona na Região do Taquaruçu Grande, a cerca de 15 km de Palmas, prima pela preservação ambiental, sobretudo nas nascentes dos principais ribeirões que abastecem a população da capital.

“Nós cuidamos da preservação daquela região e desenvolvemos o turismo rural, resgatando os sabores da terra, o artesanato, as comidas típicas, e aproveitando as belezas naturais. Se o turismo for bem orientado ele contribui com a preservação do meio ambiente”, explicou Noeli.

Foto: Nielcem Fernandes / AF Notícias
A pamonha típica da roça, feita no fogão à lenha, foi saboreada pelos visitantes

Para os produtores da Bacia do Ribeirão Taquaruçu, o turismo rural representa a possibilidade concreta de geração de renda de forma sustentável. Esse gênero turístico, além de ser uma tendência, gera renda para os pequenos produtores rurais em cooperação com a preservação do cerrado e dos lençóis freáticos onde as águas subterrâneas são mais sensíveis.

“Com o turismo rural, você não desmata, não depreda como em outras atividades. Essa modalidade turística é uma atividade econômica extremamente sustentável na qual as pessoas fazem os próprios produtos, colocam a venda, abrem suas casas para receber visitantes, preservando e até melhorando o meio ambiente para atrair mais pessoas. Tudo é feito no sentido de preservar o cerrado que garante integridade da água dos lençóis subterrâneos”, pontuou.

Fazendinha

Nielcem Fernandes / AF Notícias
O stand da Fazendinha foi um dos mais visitados da Agrotins 2018

Quem visitou o stand da Fazendinha Água Doce teve a sensação de estar na roça. Casa de adobe, clima ameno, forno e fogão a lenha, comidas tradicionais, artesanato e decoração típica do campo transportaram os visitantes a uma verdadeira viagem ao ambiente rural proporcionado pelo agroturismo.

Cercada por currais e um monjolo (máquina hidráulica rústica, destinada ao beneficiamento e moagem de grãos) a Fazendinha demonstrou, na prática, como funciona o modelo sustentável do turismo rural.

A casa foi construída com adobe, utilizando recursos da própria natureza. Toda madeira usada nessa construção foi madeira reaproveitada, propiciando um clima ameno para recebermos os visitantes. Nesse ambiente nós acolhemos as pessoas, fazemos pamonhas, comida caseira e apresentamos os utensílios usados pelos produtores do campo, como ferro de passar, debulhador de milho, máquina de moer a pimenta. Enfim, é uma casa típica do turismo rural”, concluiu.

Foto: Nielcem Fernandes / AF Notícias
Na casa, os utensílios utilizados na lida no campo foram expostos aos visitantes

Comentários pelo Facebook: