Sobral – 300×100
Seet

UFT tem 40 cursos com avaliação positiva no Guia do Estudante; Letras é nota máxima

Redação AF -
Foto: Jaziel Coutinho/AF Notícias
Campus da UFT de Araguaína

Quarenta cursos de graduação da Universidade Federal do Tocantins (UFT) ganharam de três a cinco estrelas na classificação do Guia do Estudante 2017 – Melhores Universidades – e estarão na publicação GE Profissões Vestibular 2018, da Editora Abril, que estará disponível ao público no dia 16 de outubro próximo.

A avaliação é feita de forma anual e baseia-se que confere aos cursos este selo de qualidade é feita anualmente com base em uma pesquisa de opinião da qual participam professores e coordenadores das graduações. O curso de Licenciatura em Letras, do Câmpus de Araguaína, recebeu a pontuação máxima (5), sendo a nota mais alta da UFT na avaliação. Outros 14 cursos tiveram nota quatro (4) e 25 obtiveram nota três (3). É o maior número de cursos estrelados já alcançado pela instituição desde que passou a ser avaliada pela publicação.

A coordenadora do curso, professora Andrea Mateus, comemorou a classificação destacando que isso tornará o curso mais visível. “Ficamos muito felizes com a nota do Guia do Estudante, e esperamos com isso aumentar o interesse dos alunos do ensino médio da região no nosso curso. E esperamos também que esta nota não nos faça esquecer que temos muito a melhorar, e muito trabalho pela frente para atender aos desafios exigidos das Licenciaturas e para valorizar a profissão de professor”, disse.

O diretor do Câmpus de Araguaína, professor José Manoel Sanches, atribuiu a boa nota do curso de Letras ao trabalho em conjunto. “A posição ocupada pelo curso de Letras representa o reconhecimento do trabalho dos docentes e discentes do curso ao longo de sua história. O curso de Letras conta com um quadro docente predominantemente formado por doutores e pós doutores, possui dois mestrados e um doutorado implantados. O curso tem uma grande projeção social como formador de professores na área de Letras: português e inglês para a cidade é para s região”.

Para o diretor, a posição no ranking é motivação para melhoria como um todo. “É, acima de tudo, um incentivo a mais para que nós continuemos lutando pela solução de nossas demandas,  no sentindo de qualificar cada vez mais o nosso trabalho e atingirmos a excelência tão desejada na prestação de nossos serviços à sociedade”, completou, parabenizando o curso, seus docentes e discentes.

O vice-reitor no exercício da reitor, Luís Eduardo Bovolato, enfatizou que a performance da Universidade é fruto de um trabalho conjunto. “É o trabalho coletivo, tanto da gestão, quanto direções de câmpus e coordenações de cursos, além de uma política institucional voltada para o fortalecimento do ensino, da graduação”. Bovolato ressaltou ainda que os destaques no Guia darão mais visibilidade à UFT. “Mostra que a Instituição oferece cursos de excelente qualidade; a presença nesse ranking dá segurança àqueles que pleiteam chegar à UFT de que o que oferecemos tem qualidade. A UFT está no patamar da média das demais universidade brasileiras e o resultado reflete também a elevação de nossa nota institucional”. O gestor enfatiza ainda que a Universidade seguirá buscando crescer de forma mais coesa. “Esperamos que, em breve, tenhamos todos os 64 cursos de graduação da Universidade destacados com estrelas no Guia”, disse.

Evolução

Desde 2008, quando a UFT foi pela primeira vez avaliada pela publicação da Editora Abril houve uma evolução tanto na quantidade de cursos estrelados quanto na quantidade de estrelas. Naquele ano, foram estrelados oito cursos, todos avaliados com o conceito Bom (três estrelas).

Em 2013 o número de cursos estrelados saltou para 18, com todos os sete câmpus sendo representados. Foram sete cursos considerados muito bons (quatro estrelas) e 11 cursos tiveram conceito bom (três estrelas).

Em 2015 houve mais um crescimento e 20 cursos receberam estrelas da publicação, sendo 12 com quatro estrelas (Conceito Muito Bom), e oito com três estrelas (Conceito Bom).

Agora, em 2017, confira quais são os 40 cursos estrelados e suas respectivas estrelas (sendo 3, considerado bom; 4, muito bom; e 5, excelente). Confira no quadro abaixo:

Câmpus Curso Estrelas
Araguaína Ciências Biológicas (Licenciatura) 4
Araguaína Física (Licenciatura) 3
Araguaína Geografia (Licenciatura) 3
Araguaína História (Licenciatura) 3
Araguaína Letras (Licenciatura) 5
Araguaína Matemática (Licenciatura) 3
Araguaína Medicina Veterinária (Bacharelado) 4
Araguaína Química (Licenciatura) 3
Araguaína Zootecnia (Bacharelado) 4
Arraias Matemática (Licenciatura) 4
Arraias Pedagogia (Licenciatura) 4
Gurupi Agronomia (Bacharelado) 4
Gurupi Engenharia Bioquímica, Bioprocessos e Biotecnologia (Bacharelado) 3
Gurupi Engenharia Florestal (Bacharelado) 3
Gurupi Química (Bacharelado) 3
Miracema Pedagogia (Licenciatura) 3
Miracema Serviço Social (Bacharelado) 3
Palmas Administração (Bacharelado) 3
Palmas Arquitetura e Urbanismo (Bacharelado) 3
Palmas Ciência da Computação (Bacharelado) 3
Palmas Ciências Contábeis (Bacharelado) 3
Palmas Ciências Econômicas (Bacharelado) 3
Palmas Direito (Bacharelado) 3
Palmas Enfermagem (Bacharelado) 3
Palmas Engenharia Ambiental e Sanitária (Bacharelado) 4
Palmas Engenharia Civil (Bacharelado) 3
Palmas Engenharia de Alimentos (Bacharelado) 3
Palmas Filosofia (Licenciatura) 4
Palmas Jornalismo (Bacharelado) 3
Palmas Nutrição (Bacharelado) 3
Palmas Pedagogia (Licenciatura) 4
Palmas Teatro (Licenciatura) 3
Porto Nacional Ciências Biológicas (Bacharelado) 4
Porto Nacional Ciências Biológicas (Licenciatura) 3
Porto Nacional Geografia (Bacharelado) 4
Porto Nacional Geografia (Licenciatura) 3
Porto Nacional História (Licenciatura) 4
Porto Nacional Letras (Licenciatura) 4
Tocantinópolis Ciências Sociais (Licenciatura) 3
Tocantinópolis Pedagogia (Licenciatura) 4

Saiba mais

O QUE É A AVALIAÇÃO

É uma pesquisa de opinião feita, basicamente, com professores e coordenadores de curso. Eles emitem conceitos que permitem classificar os cursos em bons (3 estrelas), muito bons (4 estrelas) e excelentes (5 estrelas). São pelo menos cinco passos para que o curso obtenha a nota: primeiro, ele tem os dados atualizados junto à publicação; depois a publicação define, segundo pré-requisitos, quais cursos vão ser efetivamente avaliados; a terceira etapa é de preenchimento de um formulário, enviado às coordenações com questões relativas ao projeto pedagógico, produção científica e outras; depois, na quarta etapa, os dados passam por pesquisa de opinião com pareceristas – coordenadores de curso, diretores de departamento e professores. Cada curso recebe conceitos de, no mínimo, sete pareceristas; por fim, na última etapa é feita a atribuição dos conceitos.

Comentários pelo Facebook: