Seet
Sobral – 300×100

Único escrivão nomeado em Itacajá é cedido ao Poder Judiciário em Palmas

Agnaldo Araujo - | - 871 views
Foto: Divulgação
Vista aérea da cidade de Itacajá

O único escrivão de Polícia Civil lotado na cidade de Itacajá (TO) já foi cedido ao Poder Judiciário do Tocantins sem trabalhar um único dia na cidade. O fato deixou policiais, sindicato da categoria e moradores revoltados. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado do último dia 13 de junho.

O escrivão R.T.D. foi cedido ao Judiciário e deve trabalhar em Palmas até 31 de dezembro de 2017. O servidor iria reforçar o quadro de pessoal da 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), com sede em Pedro Afonso, que recebeu um delegado e quatro escrivães de polícia.

Um desses escrivães seria designado para a Delegacia de Polícia Civil de Itacajá, mas foi cedido antes mesmo de começar a trabalhar. Os novos servidores são aqueles aprovados no concurso público da Polícia Civil do Tocantins, realizado ainda em 2014, e que tomaram posse recentemente. A delegacia de Itacajá possui apenas quatro policiais plantonistas e um delegado, mas não tem escrivão.

“Sou cidadão revoltado com essa situação, pois o Poder Judiciário deveria prezar pela moralidade”, criticou um morador de Itacajá. Segundo ele, esse é o “primeiro de vários policiais que receberam curso na Academia de Polícia Civil para trabalhar em prol da Segurança Pública e agora vão para o serviço burocrático dentro do Poder Judiciário”.

O escrivão cedido ao Poder Judiciário já ocupou o cargo em comissão de assessor jurídico na Vara da Infância e Juventude da Comarca de Palmas.

Comentários pelo Facebook: