Seet
Sobral – 300×100

Universidade Federal do Tocantins terá reitor de Araguaína pela primeira vez desde sua fundação

Agnaldo Araujo - |
Foto: Daniel dos Santos
De Araguaína, Luís Bovolato assume a reitora da UFT

A Universidade Federal do Tocantins (UFT) terá um reitor de Araguaína pela primeira vez desde a sua fundação, em 2000. Luís Eduardo Bovolato assume a direção da instituição após a morte da então reitora Isabel Auler, que ocorreu nesta segunda-feira (01/05).

Nesses 17 anos, a maioria dos reitores da UFT era do campus de Palmas, a exemplo dos três últimos: Alan Barbieiro, Márcio da Silveira e a própria Isabel Auler. Luís Bovolato assume em um momento de tristeza e também do enxugamento do orçamento da universidade.

Bovolato nasceu em Presidente Prudente (SP), mas já foi diretor do campus da UFT de Araguaína de 2012 a 2016. No ano passado ele foi candidato a vice-reitor, ao lado de Isabel Auler e a chapa dos dois venceu as eleições.

Luís Bovolato assume o cargo para continuidade do mandato que segue até 2020, quando deverá haver nova eleição para reitor.

Isabel Auler

A reitora da UFT morreu nesta segunda-feira, 01, após complicações de saúde em um hospital de Palmas. Isabel Auler passava por um processo de recuperação. No dia 26 de janeiro de 2016 ela sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) durante uma viagem de férias e passou 11 dias internada em Buenos Aires, Argentina, antes de ser transferida de volta a Palmas.

Após tratamentos e acompanhamentos, ela chegou a voltar ao trabalho depois de cerca de 70 dias afastada. Mas seu quadro de saúde piorou e ela não resistiu. O corpo de Isabel Auler foi enterrado nesta terça-feira, por volta do meio-dia no cemitério Jardim da Acácias, em Palmas.

Veja mais

Reitora da UFT falece aos 65 anos após complicações de saúde em hospital de Palmas

Comentários pelo Facebook: