Sobral – 300×100
Seet

UPA deixará de atender pacientes de outros municípios; demanda vai para o Hospital Regional

Redação AF - |
Foto: Divulgação
UPA e Hospital Regional de Araguaína

AF Notícias // DA Redação

A única Unidade de Pronto Atendimento (UPA) localizada na região norte do Estado, em Araguaína (TO), deixará de atender pacientes dos municípios vizinhos devido ao irrisório repasse feito pelas prefeituras a título de compensação. Com a suspensão do atendimento, toda a demanda será encaminhada ao Hospital Regional – que já vive um caos de superlotação, falta de medicamentos e alimentação precária.

O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Saúde, Jean Coutinho, durante entrevista ao Programa Fala Comunidade, da TV Gazeta Canal 9, nesta segunda-feira (15). Segundo Coutinho, compete ao Estado a obrigação de atender os pacientes de outros municípios, mas a Prefeitura de Araguaína estava recebendo os pacientes devido um acordo.

O secretário explicou que existe uma pactuação com oito municípios vizinhos a Araguaína para que repassem uma compensação financeira mensalmente, mas, atualmente, o valor recebido gira em torno de R$ 7 mil – insuficiente para pagar o salário de um médico.

Coutinho disse ainda que a grande procura pelos serviços médicos na rede municipal de saúde fez com que o número de cartões do SUS emitidos chegassem a 230 mil, enquanto a população de Araguaína é de 170 mil habitantes.

O fim da pactuação com os Municípios vizinhos será comunicada ao Secretário Estadual de Saúde nesta terça-feira (16), durante reunião entre os gestores da saúde.

Dívida do Estado 

A UPA de Araguaína tem sido bastante atingida com a falta de repasses do Governo do Estado, que já soma uma dívida de R$ 3,8 milhões referentes a 26 parcelas em atraso, desde o ano de 2013. Somente no ano passado, o governador Marcelo Miranda (PMDB) deixou 10 parcelas em atraso e 2016 também já começou com atrasos.

Comentários pelo Facebook: