Sobral – 300×100
Seet

Vereador com contas rejeitadas pelo TCE deve assumir presidência da Câmara Municipal de Nova Olinda

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Nova Olinda do Tocantins

O principal nome na disputa pela presidência da Câmara de Nova Olinda (TO) está condenado a devolver mais de R$ 180 mil aos cofres do Município por ter deixado de prestar contas da época em que já exerceu o cargo de presidente do Legislativo da cidade, em 2004.

Nelson Araújo de Brito, mais conhecido como Sargento Nelson (PP) teve as contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), por não comprovar as despesas efetuadas, e agora pretende disputar novamente o cargo, cuja eleição ocorrerá neste domingo, dia 1º de janeiro.

No último dia 27 de dezembro, o atual presidente da Câmara, vereador Leomar Duarte, encaminhou ofício ao prefeito José Pedro Sobrinho comunicando a decisão do TCE-TO para que a Procuradoria do Município faça a cobrança judicial da dívida.

O documento ressalta que o gestor não pode deixar de fazer a cobrança dos valores sob pena de caracterização de ato de improbidade administrativa.

Além de ter sido condenado a devolver R$ 181.483,86 – devidamente atualizado, o vereador Sargento Nelson também foi multado em R$ 1,5 mil por deixar de prestar contas e não atender diligências no prazo estipulado. O TCE ainda determinou que o processo seja encaminhado para o Ministério Público Estadual (MPE) para que tome as providências que entender necessárias.

Mesmo com a condenação, Sargento Nelson é o nome mais cotado para assumir, novamente, a presidência da Câmara de Vereadores e tem o apoio do prefeito reeleito José Pedro.

A reportagem não conseguiu fazer contato com o parlamentar, mas o espaço continua aberto.

Veja também sobre Nova Olinda…

Polícia Federal investiga prefeito reeleito de Nova Olinda por suposta compra de votos; MPE pede cassação do mandato

Comentários pelo Facebook: