Sobral – 300×100
Seet

Vereador Wagner Enoque destaca obras na Comunidade Vida Nova e parceria com as igrejas

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Vereador Wagner Enoque destaca que Araguaína terá o primeiro Centro público do Estado.

O ex-suplente e agora vereador Wagner Enoque (PRB) anunciou que Araguaína está prestes a inaugurar o primeiro centro de recuperação de dependentes químicos público do Tocantins, no mesmo local onde funciona atualmente a Comunidade Terapêutica Vida Nova.

A obra é fruto de um convênio do Ministério da Justiça, oriundo do Fundo Nacional Antidrogas (Funad), através de emenda da senadora Kátia Abreu (PMDB), e com contrapartida do Município de Araguaína. Já está em fase final e o local terá a capacidade para 32 pessoas.⁠⁠⁠⁠

Wagner Enoque é um dos fundadores da Comunidade Vida Nova. Em quatro anos de trabalho, mais de 60 homens já foram recuperados da dependência química (drogas e álcool) e estão de volta à sociedade. A Comunidade já se tornou referência não só no Tocantins, mas em toda região norte do país, e hoje atende famílias dos Estados do Pará e Maranhão.

Foto: Divulgação
Comunidade Terapêutica Vida Nova, de Araguaína

O vereador também destacou a importância do trabalho das igrejas na recuperação de pessoas com dependência química.

“A participação das igrejas no processo de recuperação e reinserção social de pessoas com dependência química tem sido de suma importância”, disse o vereador. Para ele, a “igreja é o maior centro de recuperação da face da terra”. “Um homem não muda a vida de outro homem. Só Deus faz isso”, disse.

Conforme o vereador, a Comunidade Vida Nova recebe todas as religiões que se dispõem a ‘estender a mão’ para ajudar. Quem antes era tratado como lixo nas ruas e nem era percebido, na Comunidade recebe todo apoio necessário para sair do vício através do trabalho social desenvolvido pelas igrejas na instituição. “Essa iniciativa deveria vir principalmente do Estado, mas infelizmente isso não acontece”, pontuou.

O vereador também anunciou que em breve estará em funcionamento uma casa de recuperação para dependentes do sexo feminino, em Araguaína. Atualmente, Palmas ou Imperatriz são as opções mais próximas. O projeto envolve uma igreja evangélica, a prefeitura e a Comunidade Terapêutica Vida Nova.

Com a comunidade feminina, as mulheres serão acompanhadas de perto por seus entes queridos no processo de recuperação, tornando o tratamento mais eficaz e concreto.

Comentários pelo Facebook: