Seet
Sobral – 300×100

Vereadores ‘blindam’ secretário de Educação e rejeitam convocação para prestar esclarecimentos

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Secretaria Municipal de Educação de Araguaína

Márcia Costa //AF Notícias

Após discussão acalorada na sessão desta segunda-feira (17), vereadores de Araguaína rejeitaram um requerimento que convocava o secretário municipal de Educação, Jocirley de Oliveira, para prestar esclarecimentos na Câmara Municipal em relação à falta de bibliotecas nas escolas e brinquedotecas nas creches, bem como, à destinação de recursos desses espaços físicos nas unidades escolares de Araguaína.

Apesar da argumentação do vereador professor Delan, autor do requerimento, sete parlamentares votaram contrário. O parlamentar explicou que das 76 unidades escolares municipais, 97% não possuem biblioteca e brinquedoteca. Segundo ele, o poder público precisa explicar a falta de investimentos nesses espaços e qual o destino dos recursos para essa finalidade.

A votação foi acirrada e ficou empate no primeiro momento, contudo, o presidente interino José Ferreira Barros Filho (Ferreirinha) deu o voto de desempate, contrário à convocação do secretário.

Os contrários são: Gilmar da Auto Escola, Gipão,  Gideon Soares, Enoque Neto, Soldado Alcivan e Israel da Terezona. Para eles, não é necessário “convocar”, mas sim “convidar” o secretário para comparecer à Câmara. Na convocação o secretário é obrigado a comparecer e prestar os esclarecimentos. No convite, vai se quiser.

Já os parlamentares Zezé Cardoso, Edimar Leandro, Leonardo Lima, Geraldo Silva, Vagner Enoque e professor Delan votaram a favor do requerimento. Divino Bethânia, Carlos Silva e Marcus Marcelo estavam ausentes.

“É lamentável que os nossos vereadores não entenderam a urgência e a importância desse requerimento para a comunidade. Segundo eles, levando em consideração apenas uma palavra que é regimental, no entanto, é respeitável a opinião e voto de cada parlamentar”, disse o autor do requerimento, professor Delan.

Conforme o regimento da Câmara, o vereador terá o prazo de 90 dias para reapresentar o pedido.

Comentários pelo Facebook: