Vereadores Folha e Major Negreiros completam três dias foragidos da Justiça

Agnaldo Araujo - | - 968 views
Foto: Divulgação
Vereadores Folha Filho e Major Negreiros

Três dias após a Polícia Civil deflagrar a operação Jogo Limpo, os vereadores José Lago Folha Filho (PSD) e Major Negreiros (PSB) ainda continuam foragidos. Folha é o presidente da Câmara de Palmas e considerado o braço direito do ex-prefeito da capital Carlos Amastha (PSB).

Dos três parlamentares de Palmas que tiveram a prisão temporária decretada, apenas Rogério Freitas (MDB) foi capturado. Ele está recolhido na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP).

Ainda na sexta-feira (03), dia em que a operação foi deflagrada, a assessoria do vereador Folha negou que ele estivesse foragido. Segundo o informado, o presidente da Câmara estava cumprindo agenda em Araguaína e depois retornaria para Palmas.

No entanto, o advogado do vereador afirmou que o parlamentar só iria se entregar após ele ter acesso ao processo que envolve o seu cliente.

Já a assessoria do Major Negreiros alegou que ele está viajando com a família ao Chile e não tinha tomado conhecimento da operação.

A operação

A 2ª fase da operação Jogo Limpo foi deflagrada pela Polícia Civil no dia 3 de agosto e investiga um esquema que desviou cerca de R$ 7 milhões da Prefeitura de Palmas.

O esquema criminoso funcionava através da realização de convênios com a Fundação de Esportes e Lazer de Palmas (Fundesportes), bem como Secretaria de Governo e Relações Institucionais da capital.

O delegado Guilherme Rocha Martins, titular da Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial Contra a Administração Pública (Dracma), afirmou que as investigações detectaram transferências de recursos das empresas utilizadas no esquema para contas bancárias pessoais dos vereadores.

Rogério Freitas recebeu R$ 40 mil e Folha, R$ 10 mil. Já Major Negreiros teria recebido nas contas de aliados e familiares.

Leia também…

Operação: Três vereadores de Palmas e outras 23 pessoas com prisão decretada; veja os nomes

Vereadores aliados de Amastha receberam parte dos R$ 7 milhões desviados da Prefeitura de Palmas

Comentários pelo Facebook: