Vice de Ciro, Kátia Abreu é contra o aborto e defende facilitação do porte de arma

Agnaldo Araujo -
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Senadora Kátia Abreu

A senadora Kátia Abreu (PDT) defendeu a facilitação do porte de armas para aumentar a sensação de segurança do cidadão, durante entrevista concedida ao jornalista Gustavo Uribe, da Folha de São Paulo.

A candidata a vice-presidente na chapa encabeçada por Ciro Gomes também se opôs à alteração da lei do aborto. “Todas as mulheres e homens do Brasil são contra o aborto. Ninguém é feliz com o aborto”, afirmou.

Ainda sobre o tema, Kátia disse que a mãe deve dar à luz ao anencéfalo, criança que nasce com o cérebro subdesenvolvido, mas defendeu seu posicionamento. “É o Congresso que tem de decidir, é representante do povo. Sou cristã e, do ponto de vista dos meus princípios, não gostaria de modificar a lei”. Frisou.

Sobre o porte de armas, Kátia destacou que só o cidadão está desarmado e vive amedrontado com a violência. Segundo ela, também não há número indicado que o porte de arma aumenta a violência.

Eu só acho que a população hoje se for consultada, ela toda não quer ficar desarmada. Não porque quer brigar, mas porque quer defender a sua própria família”, afirmou.

Kátia ainda também disse que existem 46 municípios no Tocantins que não têm um Policial Militar. “Tenho 50 cidades sem um delegado. O que eu digo para essas pessoas? A maioria usa uma faca de cozinha no quarto com medo”, pontuou.

Veja a entrevista completa da senadora clicando aqui.

Comentários pelo Facebook: