Vicentinho critica convocação de aprovados no concurso da Seciju: ‘medida irresponsável e eleitoreira’

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Curso de Formação do concurso do sistema prisional do Tocantins

O candidato a governador Vicentinho Alves (PR) fez duras críticas ao governador interino Mauro Carlesse (PHS) por convocar para o Curso de Formação os candidatos do cadastro reserva do concurso público da Defesa Social e Segurança Penitenciária do Tocantins. A lista com mais de 400 nomes saiu no Diário Oficial dessa quinta-feira (14).

Para Vicentinho, essa é mais uma “medida irresponsável e eleitoreira” que sucateará ainda mais as finanças públicas. “Ele vai ter que explicar para os servidores efetivos que já estão trabalhando como irá pagar seus salários e outros direitos”, criticou.

O certame foi realizado ainda em 2014 e, desde então, os aprovados já fizeram várias manifestações cobrando a convocação para o Curso de Formação. Inclusive, o Ministério Público Estadual (MPE) e a Defensoria Pública (DPE) ingressaram com ações na justiça durante a gestão do ex-governador cassado Marcelo Miranda para garantir o andamento do concurso e substituição dos servidores contratados pelos aprovados em concurso.   

Para o candidato Vicentinho, a convocação dos candidatos mostra que a “estupidez do governador interino não tem limites” e ele surpreende a população com “medidas irresponsáveis”.

“De duas uma, ou ele está mentindo para quem ele chamou ou ele vai ter que explicar para os servidores efetivos que já estão trabalhando como irá pagar seus salários e outros direitos, visto que o Estado não tem dinheiro”, indagou.

Vicentinho ressaltou, contudo, que os candidatos convocados conseguiram a vaga por méritos próprios, mas serão as novas vítimas das manobras ilegais de Carlesse, cujas medidas podem ser derrubadas a qualquer momento pela Justiça Eleitoral.

“Nós iremos tratar com muita responsabilidade todos os assuntos relacionados aos servidores públicos, fundamentais para o nosso projeto de cuidar bem das pessoas, dentro da realidade financeira do Estado e dos limites que a Lei de Responsabilidade Fiscal nos permite. Não podemos vender ilusões como o outro candidato, mas podemos garantir que todos os direitos serão garantidos”, ressaltou Vicentinho.

VEJA MAIS…

Com nariz de palhaço, aprovados no concurso da Defesa Social farão protesto

Justiça manda Governo demitir 745 contratos temporários da Defesa Social no prazo de até 120 dias

Aprovados no concurso da Defesa Social montam acampamento em Palmas

Aprovados no concurso do sistema prisional do Tocantins cobram curso de formação

Comentários pelo Facebook: