Vicentinho encurta sua votação no 2º turno com campanha de ataques e denúncias

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Senador Vicentinho nega acusações: 'falsas e caluniosas'

O resultado da eleição suplementar deste domingo (24) mostrou que a campanha do candidato-senador Vicentino Alves (PR) trilhou o caminho errado durante o segundo turno.

De maneira surpreendente, o candidato da coligação ‘É a Vez dos Tocantinenses’ obteve menos votos do que no primeiro turno. Com quase 99% das urnas apuradas, o senador aparece com pouco mais de 120 mil votos, contra os 127,7 mil obtidos na votação de 3 de junho.

A redução no número de votos pode ser explicada pela mudança drástica no marketing de sua campanha no segundo turno.

Após contratar a Agência Public e o marqueteiro Marcelinho Silva, que fizeram a campanha de Carlos Amastha no primeiro turno, Vicentinho praticamente abandonou o debate de propostas e discurso de paz, que vinha promovendo, e partiu para o ataque direto ao seu adversário Mauro Carlesse (PHS), fazendo inúmeras denúncias diariamente, além da judicialização do processo eleitoral.

Com isso, a votação do senador despencou e ficou bem abaixo dos nulos, que somaram mais de 154 mil votos (23,47%), número inclusive superior ao primeiro turno, já que muitos eleitores decidiram anular o voto neste domingo em razão da enxurrada de denúncias durante a campanha.

Comentários pelo Facebook: