Sobral – 300×100
Seet

Videomonitoramento vai priorizar rotas de fugas de bandidos em Araguaína

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Ronaldo Dimas em reunião com o secretário de segurança

O prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas (PR) se reuniu com o secretário de Segurança Pública do Estado, César Simoni, e propôs a criação de um termo de cooperação para implantação da Central de Operação e Controle do Sistema de Videomonitoramento na cidade. O encontro ocorreu nesta quinta-feira, 01.

O sistema faz parte do Projeto Araguaína Conectada, que visa oferecer mais segurança para a população, comércio, órgãos públicos e outros segmentos, com pontos estratégicos de câmeras na cidade.

Durante a reunião, Ronaldo Dimas disse que o Centro de Monitoramento e Controle poderá ser instalado na Avenida Filadélfia. “No local será incorporado todos os órgãos de segurança da cidade, como Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e outros. Com equipamentos modernos, vários pontos em locais prioritários da cidade serão monitorados. Outro ponto necessário é a modernização de equipamentos de aparelhos de rádio, de segurança”, pontuou.

O secretário de Segurança Pública do Estado, César Simoni, elogiou o projeto. “Vejo que o sistema é de extrema qualidade, comparado a programas eficientes que funcionam em outros locais e até outros países, como nos Estados Unidos da América”, disse.

O prefeito visitou também o Sistema Integrado de Operações (SIOP) do Estado que já funciona com essas tecnologias. Participaram também da reunião e visita o deputado estadual Elenil da Penha, o delegado regional de Araguaína da Polícia Civil, Emerson Francisco de Moura, o Comandante geral da PM, Glauber Santos, e outras autoridades.

Pontos estratégicos

O Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento Sustentável e policias Civil e Militar já definiram pontos estratégicos de instalação das câmeras.

Após levantamento desses pontos, o instituto apresentou 83 possíveis locais, com endereços e localização. Desses, foram definidos 15 como prioritários. “Esses locais são específicos porque são usados por meliantes como rotas de fuga”, explicou o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, João Miranda.

Outra definição entre o instituto e polícias é em relação aos tipos de câmeras que devem ser instaladas, como exemplo, as que identifiquem a placa e cor do veículo e com zoom. De acordo com o presidente do instituto, Tiago Dimas, as câmeras terão alta tecnologia e serão de última geração. “Em alguns pontos iremos instalar câmeras com iluminadores infravermelho que permite visualizar pessoas na escuridão total”, disse.

O sistema de videomonitoramento terá uma rede de transmissão e recebimento de dados. Na sala do sistema serão instalados bancada de operações, equipamentos, sala de comunicação integrada, monitores e videowall.

Araguaína Conectada

O Projeto Municipal Araguaína Conectada tem como principal objetivo construir uma infraestrutura de telecomunicações com sistema de vídeo monitoramento urbano, interligação de órgãos públicos municipais e acesso à internet em diversos pontos da cidade.

(Gláucia Mendes/prefeitura)

Comentários pelo Facebook: