Vereadora

Silvinia Pires luta por Centro de Acolhimento para mulheres vítimas de violência em Araguaína

Conforme a vereadora, os índices de violência contra a mulher e de feminicídio são assustadores.

Por Márcia Costa
Comentários (0)

20/01/2020 15h21 - Atualizado há 3 semanas
Vereadora Silvinia na Câmara

A vereadora Silvinia Pires (PT) afirmou ao AF Notícias que vai lutar pela criação de um Centro de Referência de Acolhimento para mulheres vítimas de violência doméstica em Araguaína e levará à Câmara debates para implantação de políticas públicas no combate a esse tipo de violência.

“A violência está por toda parte, mas precisamos nos atentar à nossa cidade. Araguaína precisa de um centro que ofereça suporte, atendimento de saúde, psicológico, e acolhimento, dando a atenção merecida para essas mulheres. Vamos continuar a trabalhar na Câmara defendendo o direito delas, direito das minorias, defendendo a mulher negra e os filhos dessas mulheres”, disse.

Conforme Silvinia, os índices de violência contra a mulher e de feminicídio são assustadores e o assunto não pode ser omitido na Casa de Leis.

“O ano mal começou e nos deparamos com tanta violência e desigualdade. Já foram tantas mulheres agredidas, araguainenses mortas. Precisamos tomar providências cobrando mais do Poder Público, e debater mais sobre o assunto, como prevenir e como acolher essas vítimas de violência. Não admitimos esse tipo de situação”, declarou.

Dados

Somente no primeiro semestre do ano passado, mais de 1,7 mil casos de violência doméstica contra mulheres foram registrados pela Polícia Militar, números que apontaram um aumento de 22% em relação ao mesmo período de 2018.

Em todo o ano, o Tocantins ficou na 7º posição no ranking dos Estados com maior número de casos de violência.

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.