Araguaína

TCE rejeita contas de três secretarias de Araguaína e multa gestores em quase R$ 190 mil

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

22/06/2017 14h41 - Atualizado há 1 semana
Agnaldo Araujo//AF Notícias O Tribunal de Contas do Estado do Tocantins rejeitou a prestação de contas de três secretarias de Araguaína referente ao exercício de 2013. Além disso, o órgão também aplicou multa no valor total de R$ 187.951,49 aos gestores da época. Os resultados dos julgamentos foram publicados do Boletim Oficial do TCE desta segunda-feira (19). As contas rejeitadas foram da Secretaria de Educação, sob a responsabilidade de Jocirley de Oliveira; da Secretaria de Administração, que na época tinha como gestor Nahim Halum; e da Secretaria Municipal da Fazenda, sob a responsabilidade do contador Alberto Sousa Brito. Dos gestores que foram multados referente às irregularidades nas contas de 2013, apenas Jorcirley de Oliveira continua no cargo de secretário. Educação O TCE apontou irregularidades na auditoria da Secretaria de Educação; impropriedade no processo nº 673/2013, relativo a dispensa de licitação para locação de veículos destinado ao transporte escolar; irregularidade no processo nº 1376/13, referente à contratação de serviço de locação de veículos também para o transporte escolar; e irregularidade no processo nº 1498/13, concernente à execução de despesa com cartão de gerenciamento de manutenção preventiva e corretiva. Por essas ilegalidades, Jocirley de Oliveira foi multado no valor de R$ 179.951,49, valor esse que deverá ser recolhido aos cofres do município, devidamente atualizado. Ele também foi multado em R$ 2 mil por todos os atos irregulares que culminaram em infrações às normas legais, praticados durante o exercício de 2013. Esse valor deve ser recolhido à conta do Fundo de Aperfeiçoamento Profissional e Reequipamento Técnico do TCE. Jorciley ainda recebeu multa correspondente a 10% do valor do débito imputado, conforme o artigo 38 da Lei nº 1. 284/2001 c/c artigo 158 do RITCE/TO. Administração Na prestação de contas da Secretaria de Administração de Araguaína, o TCE encontrou irregularidades nos processos nº 1065/2013 e de nº 185/2013 constantes no relatório de auditoria. O gestor da época, Nahim Halum, foi multado em R$ 2 mil por todos os atos irregulares praticados durante a sua gestão. Fazenda Já na prestação de contas da Secretaria Municipal da Fazenda foram encontradas inconsistências nos processos nº 309/13 e nº 61/2013, relativos à contratação de serviço de contabilidade; impropriedades no processo nº 1442/13, atinente à segunda contratação da locação de sistema de contabilidade por dispensa de licitação; inconsistências no processo nº 1441/13, alusivo à segunda contratação dos serviços de manutenção de sistema de arrecadação; e ineficiência do controle da receita. Alberto Sousa Brito, gestor à época, foi multado no valor de R$ 6 mil por todos os atos irregulares. Outro lado Em nota, a prefeitura de Araguaína informou que  os gestores das respectivas secretarias na época já estão providenciando documentação para recorrer da decisão, dentro do prazo estipulado pelo TCE.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.