Palmas

Corpo de homem espancado até a morte perto de escola é identificado a partir de tatuagens

As impressões digitais possibilitaram a rápida identificação da vítima.

Por Redação 1.028
Comentários (0)

18/05/2022 09h11 - Atualizado há 1 mês
Homem estava morto às margens da rua, no Jardim Aureny III

O Instituto de Identificação da Polícia Civil desvendou a identidade de um homem que foi encontrado morto no último domingo (15), em Palmas, após ter sido espancado e apedrejado. Ele estava caído na lateral da rua com vários ferimentos na cabeça. 

O corpo foi encontrado próximo a uma escola de tempo integral localizada no Jardim Aureny III, região sul da Capital. O homem seria um morador de rua.

Como não portava nenhum tipo de documento, o corpo foi recolhido pelo IML, o qual acionou os papiloscopistas do Plantão de Identificação Necropapiloscópica para realizar os trabalhos técnicos a fim de identificar o cadáver.

A papiloscopista plantonista Maurícia Simas realizou a coleta das impressões digitais. Porém, o procedimento não resultou em nenhum nome inicialmente. A inserção das impressões digitais no sistema AFIS da Polícia Federal também não resultou na identificação.

Com o aprofundamento dos trabalhos no Núcleo Especializado em Necropapiloscopia e Desaparecidos, foi observado que o cadáver possuía algumas tatuagens com nomes de pessoas e imagens.

De posse desses registros, o papiloscopista Ricardo Rocha iniciou as consultas na base de dados do Instituto de Identificação do Estado do Tocantins. Após várias combinações e cruzamentos entre os nomes descritos nas tatuagens, o sistema retornou alguns prováveis nomes.

Após o levantamento dos prontuários civis, foram feitos os confrontos papiloscópicos entre as impressões coletadas do cadáver e os respectivos prontuários, sendo possível confirmar a identidade da vítima. Todo esse processo foi realizado em um curto espaço de tempo visando a imediata liberação do corpo.

O papiloscopista explicou que o processo de identificação de um cadáver ignorado/desconhecido é muito complicado. “Nunca podemos deixar de observar tudo que pode nos auxiliar, na busca pelo maior número de informações possíveis, bem como fazer o registro de tudo, tanto descritos como fotografados”, disse Ricardo. 

PROCURA POR FAMILIARES

O Instituto Médico Legal (IML) procura familiares para a liberação da vítima. Qualquer informação que possa ajudar na localização dos familiares, pode ser repassada diretamente ao IML de Palmas pelo telefone (63) 3218-6840, ou, então, na sede do Instituto, localizada na Quadra 304 Sul, Avenida NS 04, Lote 02, Palmas, Tocantins.

Para reclamar um corpo, o familiar deve ligar no IML (3218-6840) para checagem dos dados. Depois, deve comparecer à unidade, munido de documentos que comprovem o parentesco. Em seguida, o corpo é liberado, entregue à família e/ou à funerária com a devida procuração.

Procedimento foi concluído em pouco tempo e resultou na identificação do cadáver da vítima.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.