Idosa morreu

Homem é condenado por estuprar idosa de 69 anos com cabo de vassoura; vítima morreu

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

02/08/2017 17h36 - Atualizado há 1 mês
A justiça condenou Marcos Rufino de Souza a quase 19 anos de prisão por estuprar a idosa Maria Conceição Pereira Cardoso, de 69 anos, no dia 12 de novembro de 2016, no município de Natividade (TO). A idosa morreu após o crime. A denúncia criminal foi oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE). A idosa foi encontrada pela filha com graves ferimentos, ensanguentada e deitada sobre um colchão estendido na sala da casa da família, mas ainda com vida. Ela foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O laudo médico constatou que houve dilaceramento da vagina e do ânus e que, pela profundidade dos ferimentos que atingiram o abdômen, teriam sido causados possivelmente por um cabo de vassoura. A autoria do crime recaiu sobre Marcos Rufino. Na casa onde a idosa foi estuprara foram encontradas uma bermuda com carteira e documentos pessoais, além de um chinelo, pertencentes a ele. O criminoso foi encontrado escondido em uma fazenda da região. Com as provas apresentadas pelo MPE, a Justiça considerou os fatos suficientes para a condenação de Marcos Rufino. “As provas materiais encontradas na casa da vítima e os depoimentos colhidos durante instrução processual foram imprescindíveis para desvendar a autoria desse crime bárbaro. O Ministério Público está convicto de que a justiça foi feita”, declarou a Promotora de Justiça Isabelle Rocha Valença Figueiredo. A pena definitiva aplicada para o crime foi de 18 anos e nove meses de reclusão em regime fechado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.