Em Paranã (TO)

Homem que tentou matar outro com espeto de churrasco é condenado a 8 anos de prisão

O caso ocorreu em 2018 em Paranã. A vítima foi atingida na altura de uma das vértebras e sobreviveu.

Por Redação
Comentários (0)

17/05/2019 12h11 - Atualizado há 1 mês
Crime foi cometido com espeto de churrasco

Janel Alves Porto foi condenado a oito anos e quatro meses de prisão por tentar matar Adelço Pereira dos Reis com um espeto de assar carne durante uma confusão em 2018, no povoado Bom Jesus da Palmas, no município de Paranã, sul do Tocantins. 

Irmão de Janel, Nerivá Alves Porto também foi condenado a 14 anos de prisão por matar Abenilson Antônio Gonçalves com um golpe de faca no abdômen na mesa confusão. O julgamento ocorreu nesta quarta-feira (15).

Segundo a denúncia do Ministério Público, Janel e Nerivá ingeriam bebida alcoólica e começaram uma discussão na mesma mercearia em que se encontravam Adelço e Abenilson.

O motivo do desentendimento foi o simples fato de as vítimas serem moradores de fora do povoado e estarem ali a trabalho temporário em uma obra.

Após o bate-boca, as vítimas retiraram-se do local, mas tiveram o carro atingido por pedras, ocasião em que Abenilson lançou mão de um facão e pediu que Janel e Nerivá se afastassem do carro.

Na ocasião, os irmãos deixaram o local, mas voltaram armados com faca e espeto de assar carne, atingiram Adelço e Abenilson e fugiram do local em seguida.

As testemunhas afirmam que Abenilson morreu a caminho do hospital. Adelço foi atingido na altura de uma das vértebras e sobreviveu porque as pessoas que ali estavam impediram a consumação do ato.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.