Xerente

Homens são flagrados pela polícia extraindo madeira em reserva indígena no Tocantins

Polícia chegou ao local após denúncia da Funai.

Por Redação 575
Comentários (0)

08/02/2021 09h54 - Atualizado há 9 meses
Arma e motosserra

Dois homens foram presos por crime ambiental relativo à extração de madeira na reserva indígena do povo Xerente, localizada entre os municípios de Tocantínia e Rio Sono, nesse sábado (6).

As prisões foram efetuadas pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA). Um suspeito tem 43 e o outro possui 49 anos.

Conforme a Polícia Militar, a equipe do BPMA recebeu denúncia de um representante da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) sobre a ocorrência de crime ambiental na reserva e, no local, flagrou os dois homens conduzindo um caminhão e uma motocicleta. Eles estavam, ainda, de posse de uma arma de fogo e uma motosserra.

Questionados pelos policiais, os suspeitos informaram que tinham sido contratados por um cacique de uma aldeia da região para transportar produtos florestais (estacas e pranchas) de dentro da reserva e que a madeira seria vendida posteriormente.

Diante da situação, os homens foram encaminhados à sede da Polícia Federal, em Palmas, onde foram autuados em flagrante por crimes previstos na Lei de Crimes Ambientais, Código Penal e Estatuto do Desarmamento.

Eles foram recolhidos na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) e ainda foram multados em R$ 1.000,00 pelo porte de motosserra sem registro da autoridade competente.

Todos os bens apreendidos ficaram sob a responsabilidade da Polícia Federal, que prosseguirá nas investigações a fim de identificar mais envolvidos no crime dentro do território indígena.

Caminhão com a moto
O caminhão também foi apreendido

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.