Tocantins

Justiça condena acusados de tráfico de drogas a 35 anos de prisão no Tocantins

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

02/05/2018 12h09 - Atualizado há 2 meses
Adelúcio Sales Ribeiro, Hélio do Nascimento Farias e Guilherme Martins de Souza foram condenados por tráfico de drogas e associação para o tráfico a 35 anos e sete meses de reclusão, nessa terça-feira (01). A decisão é do juiz Ricardo Gagliardi, titular da Comarca de Colméia. Consta na denúncia criminal que Guilherme e Hélio foram presos em flagrante ao transportarem drogas de Guaraí para Colméia. A encomenda seria entregue a Adelúcio, apontado pela Polícia Civil como o maior traficante em Colméia. Ainda foram apreendidas 870 gramas de maconha em um depósito na casa de Adelúcio; 87 gramas de crack nas respectivas residências de Adelúcio, Guilherme e Hélio; e mais 1720 gramas de maconha em um terreno baldio ao lado da casa de Guilherme. Apesar de dois acusados negarem a prática criminosa, restou comprovada a materialidade do tráfico de drogas para o juiz. Pena Adelúcio Sales Ribeiro foi condenado a seis anos e três meses de reclusão pelo crime de tráfico de drogas (artigo 33- Lei nº 11.343/2006), além do pagamento de 625 dias-multa em 1/30 do salário mínimo, totalizando R$ 18.333,00. Já pelo crime de associação (artigo 35- Lei nº 11.343/2006), ele foi condenado a três anos e 10 meses de reclusão e pagamento de 759 dias-multa, que somam R$ 22.264,00. Hélio do Nascimento Farias foi sentenciado a sete anos e seis meses de reclusão, além do pagamento de 750 dias-multa (R$ 22 mil) por tráfico. Já pelo crime de associação, ele recebeu pena de quatro anos de oito meses de reclusão, e pagamento de 819 dias-multa (R$ 24.024,00). Guilherme Martins de Souza foi condenado a oito anos e três meses de reclusão e mais pagamento de 825 dias-multa (R$ 24.197,00) pelo crime previsto no artigo 33 da Lei nº 11.343/2006. Por associação, ele recebeu pena de cinco anos e um mês de reclusão e 848 dias-multa (R$ 24.871,00). Ao todo, Adelúcio cumprirá pena de 10 anos e um mês de reclusão, com pagamento de R$ 40,5 mil de multa; Hélio foi sentenciado a 12 anos e dois meses de reclusão, além do pagamento de R$ 46 mil em multa; e Guilherme vai cumprir 13 anos e quatro meses de reclusão pelos crimes cometidos, com pagamento de multa no valor de R$ 49 mil.

Comentários (0)

Mais Notícias

Aragominas

Jovem que degolou homem bêbado causava pânico no norte do Estado, diz polícia

A vítima foi assassinada na segunda-feira (12) após passar o final de semana ingerindo bebida alcoólica.

Prisão

Sedutoras, mulheres pediam carona para roubar caminhoneiros no norte do Estado

As mulheres já são conhecidas pela prática criminosa e usam todas as artimanhas.

Araguaína

Homem é preso duas vezes tentando furtar o mesmo supermercado em Araguaína

Dois comparsas também foram presos em flagrante dando cobertura para o furto.

Aragominas

Homem é preso suspeito de aterrorizar e tentar estuprar mulheres no meio da rua

O suspeito disse à polícia que 'galanteava' as mulheres só quando estava bêbado.

Ressocialização

Detentos aprendem a fazer blocos de concreto na própria prisão e reduzem pena

Os artefatos, inicialmente, serão utilizados na melhoria da estrutura da unidade.

Em 2017

Homem é preso suspeito de matar o avô da esposa a pauladas após discussão

O crime teria sido motivado em razão de supostos maus-tratos que a bisneta estaria sofrendo.

Barra da Grota

Seciju tenta identificar celular utilizado para filmar homenagem a bandido morto

O vídeo mostra vários supostos integrantes do PCC reunidos no Presídio Barra da Grota em homenagem ao criminoso.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.