Operação Marcapasso

Justiça decide manter prisão de médicos articuladores de fraudes por tempo indeterminado

Por Redação AF
Comentários (0)

10/11/2017 10h58 - Atualizado há 1 semana

A Justiça Federal acolheu a manifestação do Ministério Público Federal (MPF) e decretou nesta quinta-feira (9), a prisão preventiva dos médicos Ibsen Suetônio Trindade e Andrés Gustavo Sánchez Esteva, presos temporariamente na Operação Marcapasso.

Os dois são apontados pela Polícia Federal como os principais articuladores do esquema criminoso que fraudava licitações de Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPMEs) na área da cardiologia em troca de pagamento de propina a médicos no Tocantins.

Os outros nove investigados também presos na deflagração da Operação Marcapasso, foram soltos após a audiência de custódia, mediante o pagamento de fiança e outras medidas cautelares diversa da prisão, tais como a proibição de se ausentar de suas atividades profissionais por seis meses e a proibição de mudar de residência sem prévia autorização da Justiça Federal.

O juiz federal João Paulo Abe, responsável pelo caso, também determinou outras medidas cautelares ao médico Fernando Motta, que se encontra nos Estados Unidos desde abril deste ano, em substituição à prisão temporária que havia sido decretada. Ele deve pagar fiança de 40 salários-mínimos e comparecer ao juízo tão logo retorne ao Brasil, em janeiro de 2018, sob pena de ter mandado de prisão incluído na lista da Organização Internacional da Polícia Criminal – Interpol.

Além de tais medidas, permanece em vigor a proibição de acesso às dependências dos órgãos públicos do Poder Executivo do Estado do Tocantins, aplicada aos investigados José Edimar Brito Miranda, pai do governador, e Sônia Lúcia Vieira da Silva Spies.

Recomendação – Na decisão que decretou as prisões preventivas, o juiz mencionou a Recomendação expedida pelo MPF ao Governo do Tocantins, visando a imediata regularização dos serviços de hemodinâmica do Hospital Geral de Palmas – HGP, diante de sua possível paralisação em razão das prisões dos investigados Ibsen Trindade e Andrés Esteva.

Médicos que continuam presos: 1 - ANDRÉS GUSTAVO SÁNCHEZ ESTEVA 2 - IBSEN SUETÔNIO TRINDADE Médicos liberados na terça-feira (8) após audiências de custódia, mediante medidas cautelares: 1 - ANTÔNIO FAGUNDES DA COSTA JÚNIOR - Pagamento de fiança no valor de 10 salários mínimos 2 - CARLOS ALBERTO FIGUEIREDO NOVO - 40 salários mínimos 3 - FÁBIO D'AYALA VALVA - 15 salários mínimos 4 - GENILDO FERREIRA NUNES - 100 salários mínimos 5 - MARCO AURELIO VILELA BORGES DE LIMA - 15 salários mínimos 6 - SILVIO ALVES DA SILVA - 10 salários mínios 7 - LEANDRO RICHA VALIM - 10 salários mínios        8 - RAPHAEL IASSUDA DE OLIVEIRA (Enfermeiro) - 3 salários mínimos 9 - HENRIQUE BARSANULFO FURTADO - 10 salários mínimos O juiz federal João Paulo Abe ainda determinou que todos os médicos liberados não poderão se afastar de suas atividades profissionais pelos próximos seis meses.

Comentários (0)

Mais Notícias

Lagoa da Confusão

Morador de rua é suspeito de matar colega quatro dias depois de sair da prisão

Conforme a Polícia Civil, Lucilo Soares demonstrou total frieza ao narrar os fatos.

Região norte

Polícia Civil prende principal suspeito de matar idoso a facadas em Xambioá

O idoso foi morto no dia 21 de julho e o suspeito tinha fugido para a cidade de São Geraldo do Araguaia, no Pará.

Acidente fatal

Mulher morre em colisão entre motocicleta e carro no centro de Araguaína

O acidente ocorreu na esquina da Avenida Castelo Branco com a rua Rui Barbosa. A mulher morreu na hora.

Em Araguaína

Em vídeo, mulher desmente boato que viralizou nas redes sociais em Araguaína

Um áudio afirmava que a mulher simulava pedir esmola para dois homens armados assaltar os moradores.

Crime bárbaro

Acusado de matar homem e comer fígado assado é condenado a 12 anos em Palmas

O crime ocorreu em agosto de 2011, na Colônia de Pescadores do Setor Taquari, nas proximidades do Lago de Palmas.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.