Em Dianópolis

Laboratório sofisticado de produção de drogas funcionava em fazenda no Tocantins

O local é estratégico, próximo ao aeroporto municipal e às margens da rodovia TO-476.

Por Redação 1.089
Comentários (0)

05/12/2018 16h53 - Atualizado há 4 dias
Máquinas utilizadas na produção

Um laboratório com alta capacidade de produzir drogas foi encontrado em uma propriedade rural de Dianópolis, sudeste do Tocantins, nesta quarta-feira (05) após denúncia anônima.

A ação contou com policiais da Força Tática, Batalhão de Choque e Grupo de Operações com Cães de Palmas. A PM suspeita que o laboratório funcionava há cerca de seis meses.

A propriedade fica localizada há cerca de cinco quilômetros de Dianópolis, próximo ao aeroporto municipal e às margens da rodovia TO-476, que dá acesso ao município de Rio da Conceição, com ligação ao Estado da Bahia.

Segundo o comandante da 2ª Companhia Independente da PM, major Denyure Cavalcante, a propriedade possivelmente foi alugada pela quadrilha para a produção de entorpecentes.

Ninguém estava no local no momento da ação, mas há indícios que pessoas residiam e vigiavam o laboratório, pois foram encontrados fogão, colchão, mosqueteiro, geladeira com frutas, carnes, verduras frescas e mantimentos em um armário.

Também foi encontrada no local uma betoneira com capacidade de produção de 150 litros. Se operada em capacidade máxima, a máquina poderia produzir cerca de 100 kg de cocaína toda vez que fosse usada.

Os policias também apreenderam uma máquina de uso químico para fabricação de comprimidos, com produtividade de 100 kg comprimido produzidos por ‘fornada’.

Além das máquinas de uso industrial, os policiais apreenderam 24.600 embalagens de comprimidos, 500 frascos utilizados para condicionamento de cocaína, quatro balanças digital, cinco quilos de cocaína, três máquinas de solda, uma máquina para fazer o processo de encapsulamento de comprimidos, rótulos de embalagens para identificação dos produtos, uma motocicleta Yamaha MT 03 e uma placa de veículo de Porangatu (GO).

O dono da motocicleta é natural da Bahia, mas residiria em Dianópolis e seria um dos responsáveis pelo laboratório.

Com toda essa estrutura, os criminosos podem ter movimentado milhões em dinheiro. Caso as máquinas fossem utilizadas em capacidade total, ambas produziam cerca de 200 quilos de produtos por vez de uso”, disse o comandante Denyure Cavalcante.

Ele acrescentou que, para cada 100 quilos de cocaína, é possível estimar uma movimentação de aproximadamente R$ 1,5 milhão e mais R$ 750 mil para cada 100 quilos de metafetamina.

O major destacou ainda que toda produção do local poderia estar sendo comercializada de forma interestadual, devido a quantidade produzida e a localização. “O local do laboratório é estratégico, próximo ao aeroporto da cidade e com acesso à TO-476, podendo facilmente adentrar ao Estado da Bahia, através das estradas vicinais do município de Rio da Conceição/Jalapão”, frisou.

A perícia esteve no local e todo o material apreendido foi encaminhado à delegacia de polícia de Dianópolis.

A propriedade
Itens apreendidos
Itens apreendidos
Comida na geladeira
Local onde funcionava o laboratório

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.