Nova Olinda

Mãe ameaçava castigar a filha se ela revelasse estupros praticados pelo pai, afirma Polícia Civil

A garota tem 13 anos, mas a polícia acredita que o crime ocorria desde 2015. O pai está preso.

Por Redação 5.202
Comentários (0)

17/07/2019 08h21 - Atualizado há 1 mês
Arma apreendida com o pai da garota

A Polícia Civil revelou que a mãe da adolescente de 13 anos estuprada pelo próprio pai em Nova Olinda, norte do Tocantins, ameaçava bater na garota se ela contasse o caso para outras pessoas.

O pai da vítima está preso e foi indiciado por estupro de vulnerável e posse e porte ilegal de arma de fogo. Ele pode pegar 30 anos de prisão.

A mãe, de 37 anos, também foi indiciada por estupro de vulnerável por ter sido conivente com os abusos sexuais. Ela pode ser condenada a até 21 anos.

As investigações sobre o caso foram concluídas nesta terça-feira (16) pela Polícia Civil.

No dia 04 de junho deste ano, por volta das 23h, a garota pediu socorro para um amigo através de uma rede social afirmando que estava sendo abusada sexualmente pelo pai e não aguentava mais.

Em seguida, o amigo acionou a Polícia Militar, que se deslocou à residência da vítima e prendeu o pai em flagrante após encontrá-lo vestindo um short rasgado e com o órgão genital à mostra. Ele está na Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA).

Segundo o delegado Luís Gonzaga da Silva Neto, titular da Delegacia de Nova Olinda, em uma das situações, o pai forçou a adolescente a manter relações sexuais com ele por duas vezes na mesma noite sob ameaça de uma arma de fogo. 

A polícia acredita que a garota era estuprada pelo pai desde 2015 e com o conhecimento da mãe. A filha chegou a relatar os abusos para a mãe numa ocasião, mas ela pediu para que a garota “tivesse paciência”, pois resolveria a situação no futuro, e ainda ameaçava bater nos filhos caso contassem o fato para outras pessoas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.