Decisão

Para evitar 'colapso e rebeliões', TJ mantém Umanizzare nos presídios por mais 30 dias

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

22/07/2017 10h21 - Atualizado há 2 meses
O desembargador do Tribunal de Justiça do Tocantins, Ronaldo Eurípedes, prorrogou por mais 30 dias o contrato da empresa Umanizzare na gestão do Presídio Barra da Grota, em Araguaína, e da Casa de Prisão Provisória de Palmas, para evitar um "colapso no sistema prisional" e também rebeliões. A decisão liminar foi proferida nesta sexta-feira (21). O Ministério Público Estadual ingressou na justiça com Ação Civil Pública e o juiz Roniclay Alves de Morais, estipulou que a empresa deveria encerrar suas atividades até o dia 31 de julho de 2017. Contudo, o contrato da Umanizzare com o Estado tem vigência até dia 31 de novembro de 2017. O magistrado determinou que as atividades fossem suspensas de forma gradativa e que a continuidade dos contratos firmados iria onerar excessivamente o Estado e de forma desnecessária, uma vez que os serviços prestados pela empresa contratada passarão a ser realizados pelos servidores concursados da Defesa Social. Mas a Umanizzare recorreu afirmando que os serviços estão sendo prestados e que a Lei de Execução Penal autoriza que o Estado firme parceria público-privada para a administração de estabelecimentos prisionais. Também argumentou que a empresa não exerce função de direção, chefia e coordenação do controle de presos que exija o poder de polícia. A empresa ainda alegou que seria necessário um prazo maior para que todas as rotinas e experiências fossem repassados aos novos servidores empossados. Além disso, os serviços de alimentação, manutenção predial e fornecimentos de insumos seriam mantidos pela empresa até o encerramento do contrato, em 31 de novembro de 2017. "Não podem ser ignoradas as situações informadas pelo Juiz Titular da Vara de Execução Penal da Comarca de Araguaína, que evidenciam a inexistência de servidores suficientes e a falta de preparo dos profissionais recém-empossados para o exercício do cargo de agente de socialização, seja no trato com o presos, ou mesmo na realização de revista naquela unidade prisional”" argumentou o desembargador. "Destarte, para evitar qualquer risco advindo da interrupção abrupta dos servições prestados pela agravante [Umanizzare], com o colapso do sistema prisional, rebeliões nas referidas unidades prisionais, com sérios prejuízos aos presos e à segurança das população em geral, entendo por bem, suspender por um razoável período de tempo os efeitos da decisão”, finaliza. Veja mais... http://afnoticias.com.br/umanizzare-tem-ate-o-dia-31-de-julho-para-iniciar-o-encerramento-das-atividades-no-presidio-barra-da-grota/

Comentários (0)

Mais Notícias

Aragominas

Jovem que degolou homem bêbado causava pânico no norte do Estado, diz polícia

A vítima foi assassinada na segunda-feira (12) após passar o final de semana ingerindo bebida alcoólica.

Prisão

Sedutoras, mulheres pediam carona para roubar caminhoneiros no norte do Estado

As mulheres já são conhecidas pela prática criminosa e usam todas as artimanhas.

Araguaína

Homem é preso duas vezes tentando furtar o mesmo supermercado em Araguaína

Dois comparsas também foram presos em flagrante dando cobertura para o furto.

Aragominas

Homem é preso suspeito de aterrorizar e tentar estuprar mulheres no meio da rua

O suspeito disse à polícia que 'galanteava' as mulheres só quando estava bêbado.

Ressocialização

Detentos aprendem a fazer blocos de concreto na própria prisão e reduzem pena

Os artefatos, inicialmente, serão utilizados na melhoria da estrutura da unidade.

Em 2017

Homem é preso suspeito de matar o avô da esposa a pauladas após discussão

O crime teria sido motivado em razão de supostos maus-tratos que a bisneta estaria sofrendo.

Barra da Grota

Seciju tenta identificar celular utilizado para filmar homenagem a bandido morto

O vídeo mostra vários supostos integrantes do PCC reunidos no Presídio Barra da Grota em homenagem ao criminoso.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.