Crime em Paraíso

Pistoleiros que atacaram família de ciganos no Tocantins são capturados em Minas Gerais

Um empresário morreu. Dois enteados dele também foram vítimas.

Por Redação 1.197
Comentários (0)

17/05/2021 10h44 - Atualizado há 5 meses
Armas e munições apreendidas

Dois homens suspeitos de tentar executar uma família de ciganos em Paraíso do Tocantins foram presos na manhã desta segunda-feira (17). A captura da dupla é resultado da operação 'Gipsy Kings', deflagrada no Pará e Minas Gerais.

Os dois suspeitos foram capturados nas cidades de Ervália (MG) e Aimorés (MG) e presos em flagrante delito pelo crime de posse de arma de fogo.

Conforme o delegado Hismael Athos, um dos homens presos seria o suposto mandante e o intermediário do crime. Ele também é apontado como chefe da organização criminosa especialista em “pistolagem” no país.

O delegado revelou que,  durante as investigações, foi identificado que o intermediário do crime é suspeito de ser o líder de um grupo criminoso especializado em praticar homicídios sob encomenda. Esse grupo teria uma tabela de ordens e valores que especifica a quantia para cada tipo de crime. 

As diligências estão sendo empreendidas para que o terceiro suspeito, outro pistoleiro que deu suporte à fuga do principal executor do crime, seja preso em Altamira (PA). A polícia compareceu à casa do homem, mas ele ainda não foi localizado. Havia armas de fogo e diversas munições no local. O veículo usado no dia do crime também foi apreendido. 

O crime

De acordo com o delegado Hismael Athos, no dia 8 de fevereiro deste ano, dois homens chegaram numa residência e efetuaram disparos de arma de fogo contra uma família de ciganos em Paraíso do Tocantins.

Um empresário que seria o pai da família veio a óbito em razão dos ferimentos causados por arma de fogo. Os dois enteados que tentaram prestar socorro à vítima também foram vítimas da tentativa de homicídio. Um foi alvejado e está internado em estado grave e o outro saiu ileso.

As investigações apontaram que a vítima teria mantido um relacionamento amoroso com a esposa do mandante do crime, o que motivou os fatos. 

Carro apreendido
Apreensão de celulares
Armas e munições

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.