Araguaína

Polícia prende suspeito de participação na morte de professor e divulga foto de foragido

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

30/12/2016 10h01 - Atualizado há 2 anos
Márcia Costa//AF Notícias A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão temporária em desfavor de Bruno Souza Chagas, de 24 anos, acusado de ter participado do crime de latrocínio, que teve como vítima o professor Cleurismar Barbosa Sousa, mais conhecido como “Japa”. As investigações foram comandadas pelo delegado de Polícia Civil de Araguaína, Rerisson Macedo. A prisão de Bruno Souza ocorreu na última quarta-feira (28/12). O instrutor do Senai foi morto no dia 25 de novembro. Para não atrapalhar as investigações, a Polícia Civil divulgou as informações somente agora. Bruno estava internado e foi preso dentro do Hospital Regional de Araguaína. Ele já teve alta e foi levado para a Casa de Prisão Provisória da cidade. Bruno foi alvejado por disparos de arma de fogo, juntamente com sua companheira Allinna Gama de Moraes, no dia 15 de dezembro quando trafegavam em uma motocicleta pela Avenida São Francisco, no Setor Araguaína Sul. Allina, mais conhecida como “Loira do Crime”, morreu no local. As investigações do latrocínio também apontam a participação de Allinna. Ela é esposa de Bruno. O casal já tem outras passagens pela polícia. Por meio de um mandado de apreensão e buscas, foram encontrados na casa de Bruno e Allinna alguns pertences do professor Cleurismar, o “Japa”, entre eles um cabo de notebook e uma aliança. O aparelho notebook foi encontrado abandonado. Uma motocicleta, de cor vermelha, também foi apreendida na casa do casal, que era usada para praticar assaltos em Araguaína. O autor dos disparos que matou o professor ainda está foragido. Ele é Fernando Henrique Dias, mais conhecido por “Fernandinho Beira Mar”. A polícia orienta a população que se tiver informações sobre a localização do acusado que denuncie através do 190. Entenda o caso  O latrocínio aconteceu no dia 25 de novembro, no Setor Jardim Boa Sorte. O professor Cleurismar Barbosa de Sousa, de 37 anos, foi morto a tiros em sua residência. Uma dupla de assaltantes invadiu sua casa para roubar e logo em seguida atirou contra ele. A esposa de Cleurismar chegou a ser agredida e Bruno teria pedido ao comparsa Fernando Henrique para não matar a mulher.   Leia mais http://afnoticias.com.br/professor-e-morto-a-tiro-durante-assalto-em-sua-residencia-e-esposa-sofre-ameacas-e-agressoes-fisicas/ http://afnoticias.com.br/mulher-e-executada-com-cerca-de-sete-tiros-e-homem-e-baleado-em-possivel-acerto-de-contas-em-araguaina/

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.