Audiência

Policial acusado de atropelar e matar casal na BR-153 é ouvido pela justiça em Araguaína

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

19/09/2017 15h40 - Atualizado há 1 mês
A Justiça realizou na tarde desta terça-feira (19) a primeira audiência para ouvir o policial militar Sayno Oliveira Silva, acusado de atropelar e matar um casal na BR-153 em Araguaína. Além do acusado, foram ouvidas as testemunhas de acusação e defesa. O acidente aconteceu há oito meses próximo ao setor Nova Araguaína. Segundo a investigação da Polícia Civil, o militar dirigia seu carro em alta velocidade e embriagado quando colidiu na motocicleta do casal Brenda Miranda Lima Ferreira e Lucas Alberto Rocha. Segundo testemunhas, a moto foi arrastada por vários metros. O policial foi denunciado por homicídio doloso (quando há intenção de matar ou assume o risco) e também pelos crimes de lesão corporal de natureza grave, embriaguez ao volante e disparo de arma de fogo em via pública. A audiência foi conduzida pelo juiz titular da 1ª Vara Criminal de Araguaína, Francisco Vieira Filho. O tiro teria sido efetuado pelo policial para afastar as pessoas que se aproximavam da cena do acidente. Já a defesa de Sayno Oliveira afirmou que ele estava incapacitado de entendimento no momento do disparo devido a um trauma no crânio sofrido em decorrência do acidente. A defesa também requereu a absolvição sumária do policial em relação aos outros crimes por falta de provas. No entanto, o juiz Francisco Vieira afirmou que os argumentos devem ser analisados em um momento posterior e assegurou ao acusado direito à ampla defesa. “Como se vê, a tese sustentada pelo acusado não dá ensejo à extinção do processo neste momento, e tampouco pode ser apreciada em profundidade, pois, constituindo-se essencialmente de argumentos com natureza fático-probatória, deve ser examinada em momento ulterior, qual seja, a sentença de mérito”, escreveu. Ele também pontuou que o pedido de absolvição por falta de provas no momento é ‘tecnicamente inviável do ponto de vista jurídico, visto que sequer a instrução processual foi aberta’. RELEMBRE O CASO http://afnoticias.com.br/casal-morre-em-hospital-apos-acidente-de-transito-na-br-153-envolvendo-policial-militar-com-sinais-de-embriaguez/ http://afnoticias.com.br/policial-que-atropelou-e-matou-casal-em-araguaina-e-indiciado-por-homicidio-doloso-e-disparo-de-arma-de-fogo/

Comentários (0)

Mais Notícias

Palmas

Visitas a presos são suspensas após morte de detento em cadeia de Palmas

A medida é preventiva e já foi informada à justiça, à Defensoria Pública e ao Ministério Público Estadual.

Crime de estelionato

Jovem é preso por aplicar golpes através de grupos de WhatsApp no Tocantins

Ele oferecia aparelhos celulares e eletroeletrônicos a preços bem abaixo dos normalmente praticados no mercado.

Ação da polícia

Casal é preso ao ser flagrado com drogas na própria residência em Araguaína

Os policiais chegaram na casa no momento em que a mulher prepara droga em uma embalagem plástica.

Paraíso

Mulher tenta entrar em cadeia com pacote de maconha nas partes íntimas

Ela iria fazer uma visita e será recolhida em uma unidade prisional feminina do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.