Tocantins

Trio é preso suspeito de matar adolescente com mais de 10 facadas em balneário

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

02/01/2018 08h30 - Atualizado há 1 mês
Edvanio Pereira dos Santos, de 21 anos, Edson Pereira, vulgo 'Manchina', de 39 anos, e Jussivano Almeida da Silva, vulgo 'Hominho', de 26 anos, foram presos por serem os principais suspeitos de matar um adolescente com cerca de 12 facadas pelas costas num balneário da cidade de Ponte Alta do Bom Jesus. O jovem Adriano Vicente da Silva, de 16 anos, foi morto numa festa de som automotivo, na noite do último sábado (30). A prisão dos suspeitos ocorreu no domingo (31). A ação foi realizada por policiais civis da Delegacia de Taguatinga e da 8ª Delegacia Regional de Dianópolis, sob o comando do delegado Giordano Bruno Curado Camargo. Conforme o delegado, por meio das investigações realizadas pela Polícia Civil, testemunhas indicaram que os suspeitos passaram a ameaçar de morte a vítima e outro jovem, depois que prestaram depoimento à Polícia Judiciária de Taguatinga na apuração referente a outro crime, o desaparecimento do também adolescente Bruno Henrique, fato ocorrido no dia 25 de setembro de 2017. Diante disso, 'Manchinha' e 'Hominho', que possuem diversas passagens pelo sistema prisional e são bastante temidos na região de Ponte Alta, supostamente pretendiam eliminar Adriano para assegurar a impunidade de outros crimes praticados. Apesar dos suspeitos não terem confessado a autoria do crime, há fortes indícios para manutenção da prisão, segundo a polícia, uma vez que houve muita contradição nos interrogatórios. Aliado a isso, testemunhas disseram que Adriano foi vítima de uma emboscada, tendo em vista que ele foi visto na companhia dos suspeitos minutos antes de ser assassinado. Com informações contundentes, na manhã do dia seguinte ao crime, os investigadores encontraram o boné que Adriano utilizava durante a madrugada na ocasião em que foi morto, em posse de um dos suspeitos. Diante dos fatos, os três indivíduos foram presos e conduzidos até a Central de Flagrantes de Dianópolis, onde foram interrogados e autuados em flagrante por homicídio triplamente qualificado. Após os procedimentos legais cabíveis, Edson, Jussivano e Edivanio foram recolhidos à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Dianópolis. A ação também contou com apoio de policiais militares de Ponte Alta do Bom Jesus.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.