Candidato esfaqueado

Carlesse repudia atentado contra Bolsonaro e Halum condena ato de violência

Por Redação AF
Comentários (0)

06/09/2018 18h34 - Atualizado há 2 anos
Governador Mauro Carlesse

O governador do Tocantins Mauro Carlesse (PHS) repudiou o ato de violência contra o presidenciável Jair Bolsonaro, que foi esfaqueado durante ato de campanha na cidade de Juiz de Fora (MG), na tarde desta quinta-feira (6).

“Não acredito que a violência seja a resposta para nenhum tipo de posicionamento, afinal vivemos em uma democracia. No caso das eleições, o povo é quem deve julgar e escolher o melhor governo para o nosso país. A violência não deve impor qualquer tipo de decisão. Torço pela breve recuperação do candidato Jair Bolsonaro”, disse o governador.

O deputado federal do Tocantins, César Halum (PRB) também repudiou o ataque e defendeu o embate no campo de ideias, sem nenhuma violência. "Repúdio total ao ato de violência contra o presidenciável e amigo de parlamento, Jair Bolsonaro. O embate político deve ser no campo de ideias. Que ele tenha pronto restabelecimento e que o agressor seja punido. A democracia não comporta esse tipo de situação", escrever Halum no Twitter.

A facada atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino de Bolsonaro. O candidato passa por uma cirurgia na Santa Casa de Misericórdia para estancar a hemorragia. O autor do ataque é Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, um ativista comunista. Ele foi preso e confessou o crime.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.