Denúncia

Comerciante registra BO contra prefeito por suposta agressão; gestor nega e rebate acusação

Desavença seria por causa da exoneração do marido da mulher.

Por Conteúdo AF Notícias 4.570
Comentários (0)

09/05/2022 18h21 - Atualizado há 2 dias
Prefeito de Cristalândia acusado de agressão e ameaça.

Um suposto caso de injúria, difamação e agressão contra uma mulher teria ocorrido em pleno Domingo das Mães (8/5) na cidade de Cristalândia (TO), região do Vale do Araguaia.

A vítima é a comerciante Edilma Batista Carneiro, 49 anos, que afirma ter sido agredida e ameaçada pelo prefeito do município, Wilson Júnior de Carvalho (PP), mais conhecido como Big Jhow. O gestor nega.

Edilma registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (9), e agendou um atendimento na Defensoria Pública do Estado (DPE) para apresentar uma queixa-crime contra o prefeito.

O FATO

No BO, a comerciante relata que foi ao açougue que fica ao lado da sua casa para comprar um alvejante e, chegando ao estabelecimento, cumprimentou a todos e foi surpreendida pela atitude grosseira do prefeito, que também estava no comércio. 

Na ocasião, o gestor teria respondido em voz alta que queria conversar com a comerciante, chamando-a de 'rapariga e sem vergonha'. Edilma disse que concordou em dialogar, desde que fosse do lado de fora do açougue.

Nesse momento, o prefeito teria segurado com força no braço da vítima e proferido a seguinte frase: "É uma questão de honra tirar seu esposo do cargo, sua rapariga, sem vergonha e mentirosa".

Edilma afirma que retrucou: "Mentiroso é você que tirou meu esposo no dia 04 de abril, e o contrato só iria vencer no dia 25 de setembro. Agora você é um homem sem palavra". Na sequência, o prefeito teria dito: "eu te odeio, vagabunda". O gestor ainda teria tomado o alvejante das mãos da vítima e jogado em seu vestido.

"Você vai ver o que vai acontecer com a sua vida, você não sabe o que sou capaz, sua vagabunda", ameaçou o prefeito, segundo o Boletim de Ocorrência.

A mulher ficou com um hematoma no braço. A delegada Jannie Daier de Andrade já requisitou exame de lesão corporal na vítima.

O QUE DIZ O PREFEITO?

Procurado pela reportagem, o prefeito Wilson Júnior negou qualquer tipo de agressão ou ameaça, e disse que foi a comerciante que começou toda a confusão. 

Não teve nada disso. Eu estava no açougue, pagando uma conta, quando ela chegou falando muito asneiras. ..Só falei pra ela me respeitar, pra não me chamar de vagabundo”, rebateu o prefeito.

Segundo ele, o descontentamento da mulher seria porque o marido dela trabalhava para o Estado, no estádio da cidade, mas o contrato venceu e não foi renovado. “E o que aconteceu, ela gravou um vídeo com um vereador dando apoio ao Ronaldo Dimas e, automaticamente, o pessoal me ligou dizendo que tinha vencido o contrato e trocou”, afirmou. 

Eu jamais faria isso. Ela tem problema mental, ela tem que se cuidar. Eu sou um cara do bem”, finalizou o prefeito.

NOTA DA PREFEITURA

"A Prefeitura de Cristalândia, através do chefe do executivo, prefeito Big Jow, manifesta repúdio às acusações caluniosas que foram e estão sendo imputadas a ele, após episódio ocorrido no último domingo, 08, no município de Cristalândia. O fato é que o prefeito de Cristalândia jamais praticou, tampouco pactuou com qualquer tipo de violência, ainda que verbal, a cidadãos deste Município, especialmente a mulheres, as quais é um efetivo defensor de direitos, como homem honrado e pai de família.

Em um regime democrático, todos têm direito de manifestar legitimamente sua insatisfação contra a atuação de qualquer agente público; contudo, tal direito não permite a quem o exerce extrapolar os limites do livre pensamento para denegrir a imagem de quem se encontra investido na função de qualquer cargo público.

Críticas e divergências políticas são necessárias e a sociedade tem o direito e o dever de cobrar de seus representantes soluções para os seus problemas, contudo, tais prerrogativas não justificam, ainda que de forma verbal, qualquer tipo de conduta violenta.

A Prefeitura de Cristalândia lamenta as agressões sofridas pelo representante do poder público na cidade, e informa que o ofendido já tomou as medidas judiciais cabíveis para esclarecimento dos fatos e responsabilização do (s) ofensor (es).

Ademais, lembra ainda que a atual administração não se furtará a cumprir suas funções com excelência, como tem feito, mesmo diante de calúnias político-partidárias que buscam o enfraquecimento da imagem institucional e até pessoal de seus gestores. O trabalho continuará sendo feito com respeito ao cidadão. "

(Nota enviada na manhã desta terça-feira (10))

Situação do braço de Edilma
Boletim de ocorrência registrado na delegacia da cidade.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.