Nacional

Ex-merendeira do Tocantins, Ruth Almeida é eleita a melhor chef de cozinha do Brasil

Ela venceu o Prêmio Dolmã, maior premiação da gastronomia nacional.

Por Redação 2.708
Comentários (0)

04/12/2021 09h00 - Atualizado há 1 mês
Ruth Almeida foi consagrada a melhor chef de cozinha do Brasil

A tocantinense Ruth Almeida foi considerada a melhor chef de cozinha do Brasil, nesta sexta-feira (3/12), durante encerramento do Festival Enchefs Brasil, em Belém (PA). Ela venceu o Prêmio Dolmã, que é considerado o Oscar da gastronomia brasileira. 

“É muita felicidade que mal cabe no peito, estou dividida entre só chorar e sorrir. Mas o sentimento é de gratidão e de honra que veio para mostrar que, assim como eu, muitas mulheres que sonham fazer da sua essência a força de trabalho devem seguir e acreditar”, disse Ruth Almeida.

A chef de cozinha do Tocantins mostrou a que veio e deu visibilidade as suas raízes do vestir ao discurso - de bata, turbante, descalça, pintura indígena e capim dourado, no evento nomeado como Tapeta Vermelho da Gastronomia, que indicava trajes de gala.

As vestes não é uma forma de confronto a quem escolheu o terno e gravata e os vestidos de luxo, mas uma forma de dar visibilidade as minhas raízes, pois sem elas eu não teria chegado até aqui. Liguei para o diretor do evento antes e perguntei se eu poderia ir assim, o Geraldo prontamente respondeu que eu deveria ir vestida de acordo com o que eu acredito e o que eu sou de verdade”, declara Ruth Almeida.

No discurso de agradecimento à premiação, Ruth Almeida dedicou o prêmio aos seus pais, trabalhadores rurais, assim como quando recebeu o Prêmio Dolmã da categoria estadual, em 2017.

“É pelo meu pai, é pela minha mãe. E é para indígenas, quilombolas e trabalhadores do campo como eles que eu dedico essa vitória. É com essa raiz no meu coração que eu vou para a cozinha. Foram esses agricultores que criaram nove filhos foram os maiores incentivadores da minha carreira. Me ensinaram e me orientaram não só a ser cozinheira, mas a ir muito além, de acreditar nos meus sonhos, de que o mundo tem jeito, de que a vida é linda, que as pessoas são boas e precisamos contribuir para transformar e fortalecer a história do outro”, expressou a chef de cozinha.

A chef de cozinha desembarca no Tocantins neste sábado, 04, com a estatueta na mala e planejamentos com muitos sonhos ainda a serem cumpridos. “O meu sonho hoje é empoderar outras mulheres, que assim como eu vieram de uma vida de pobreza, mas tem em si a força de vontade de vencer e de lutar”, concluiu.

Prêmio Dolmã

Ruth Almeida foi finalista da categoria Nacional. Ela foi a única mulher na disputa, que contou ainda com os chefs chef Deocleciano Brito (Acre), Rafael Bruno (MA), chef Gilmar Borges (GO), chef Pedro Alex (RJ) e chef Rodrigo Bernardes (PR). A competição passou por diversos critérios para decidir o grande vencedor, como o júri popular, experiência profissional e histórico de carreira.

Ruth Almeida estava no Pará desde a última terça-feira (30/11), quando os Chefs Embaixadores e os Chefs Indicados ao “Oscar da Gastronomia” participaram de uma imersão na cultura e na gastronomia paraense, além de participarem da edição nacional do Fórum Brasileiro, onde foi apresentado e discutido temas sobre os biomas das regiões do Brasil, como estão sendo explorados e preservados.

O festival é a reunião dos chefs indicados ao Prêmio Nacional Dólmã, dos chefs embaixadores, dos coordenadores dos Enchefs Estaduais e dos chefs locais, estudantes, empresários, gestores de entidades públicas e privadas e também de apreciadores da gastronomia de todo o país. Durante a execução do evento, foram realizadas Intervenções Gastronômicas, Aulas Show, Encontros Científicos, Palestras, Degustações. O festival busca valorizar a cultura, o turismo e o desenvolvimento da economia local e nacional.

Perfil

Chef de cozinha, consultora, pesquisadora da culinária afroindígena, Ruth já foi quebradeira de coco, doméstica, merendeira em escolas públicas e cozinheira em hotéis. Em 2016, participou do reality show “Cozinheiros em Ação”, do Canal GNT, e garantiu a terceira colocação, ao produzir no programa pratos que valorizam a culinária brasileira e da roça, definido pelo chef francês e apresentador do programa, Olivier Anquier, como uma “cozinha de amor”.

Premiação é considerada o Oscar da gastronomia brasileira

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.