Após muita resistência

Governo troca comando da PM de Araguaína em meio a onda de criminalidade e sensação de insegurança

Por Redação AF
Comentários (0)

17/01/2017 15h12 - Atualizado há 1 semana
Há dois anos no cargo, a Tenente Coronel Patrícia Murussi Leite deixará o comando do 2º Batalhão da Polícia Militar de Araguaína em meio a uma onda de criminalidade sem precedentes e sensação de insegurança. O número de homicídios praticamente dobrou durante sua gestão. Ela foi a primeira mulher a comandar a unidade ao longo de 42 anos de existência. A solenidade de troca de comando está marcada para a próxima sexta-feira (20). A atual comandante será substituída pelo Tenente Coronel João Márcio Costa Miranda, que atualmente está no 3º BPM de Pedro Afonso. Murussi assumiu o Batalhão de Araguaína em 13 de janeiro de 2015 na vaga deixada pelo Tenente Coronel Silva Neto, logo na segunda semana após a posse do governador Marcelo Miranda (PMDB). Na época, ela disse que daria continuidade ao trabalho do seu antecessor visando à redução da criminalidade, principalmente com a realização de constantes operações policiais em pontos estratégicos da cidade, o que não aconteceu. Em razão do aumento da criminalidade e sensação de insegurança nas ruas, a comandante foi alvo de inúmeras críticas e manifestações que pediam o retorno de Silva Neto. Contudo, Marcelo Miranda sempre ignorou os pedidos de mudança. Perfil do novo comandante Já o futuro comandante João Márcio Costa Miranda tem 37 anos, natural de Carolina (MA) e já morou em Goiatins (TO). Ele ingressou na Polícia Militar do Estado do Tocantins em 1998, na graduação de aluno oficial. Depois concluiu o curso em 2001 na Academia de Polícia Militar do Estado de Minas Gerais. Em 2010, Miranda foi promovido a major por merecimento. Miranda tem em seu currículo cursos de aperfeiçoamento, entre eles: Bacharel em Segurança Pública, Instrutor do Proerd, Controle de Distúrbios Civis, Estágio de Policiamento Montado, Especialista em Segurança Pública e Curso Nacional de Multiplicador de Polícia Comunitária. Miranda também já exerceu funções de chefias de seções e comando de companhias e pelotões no 2º BPM; comandante da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar em Araguatins; comandante da 1º Companhia do 1º BPM, em Palmas; sub-comandante da Academia de Polícia Militar Tiradentes, em Palmas, e mais recentemente o comando da 5ª CIPM em Tocantinópolis.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.