Sem pacientes!

Hospital de Campanha dá alta ao último paciente da UTI e grava vídeo emocionante

Unidade dará lugar ao Pronto-Socorro Infantil 24 horas.

Por Joselita Matos 1.327
Comentários (0)

13/10/2021 17h10 - Atualizado há 1 semana
UTI Covid do Hospital Municipal foi desativada nesta semana.

Por falta de pacientes, a UTI Covid do Hospital Municipal de Campanha de Araguaína (HMC) foi desativada para atendimento de pessoas com a doença.

Em setembro deste ano, a prefeitura já havia anunciado os preparativos para a implantação do Pronto-Socorro Infantil no local em razão da queda no número de pacientes. Na época, apenas sete pessoas estavam internadas, quatro na Unidade de Terapia Intensiva e três em leitos clínicos.

Nesta quarta-feira (13/10), a equipe de profissionais da UTI Covid do HMA gravou um vídeo emocionante após a alta do último paciente que estava internado na unidade. A gravação postada no Instagram pela médica Paula Duailibe mostra os leitos vazios e os profissionais saindo pela porta da UTI, fechando o ciclo. 

"Hoje está sendo fechada a primeira UTI Covid de Araguaína. A UTI do HMC! Quanta gratidão ter feito parte desse trabalho!”, escreveu a médica no vídeo. Ela ainda explica que o hospital continuará funcionando com o Pronto Atendimento e enfermaria.

Ainda no vídeo, a médica informa que há leitos de UTI Covid disponíveis em outras três unidades de saúde: no Hospital Regional (HRA), no Instituto Sinai e no Hospital Dom Orione (HDO). “Ou seja, a guerra não acabou, mas está passando! Que continuemos fazendo nossa parte sempre, até o final! Deus é tremendo! Só gratidão”, lembrou a médica.

VEJA O VÍDEO:

Vídeo

HMC

O Hospital Municipal de Campanha foi inaugurado no dia 12 de outubro do ano passado, ainda na gestão de Ronaldo Dimas, localizado no Jardim das Flores. Na época, com o auge da pandemia na cidade, o Município transferiu os atendimentos de Covid que estavam sendo realizados no prédio da UPA da Vila Norte.

A unidade tornou-se referência no tratamento da covid-19, recebendo pacientes de todas as regiões do estado. O HMC possui 20 leitos de UTI, seis de estabilização, 40 leitos clínicos, além do pronto-atendimento 24 horas para casos suspeitos e confirmados de urgência e emergência. 

A unidade covid era a única porta de entrada para atendimentos de emergência da covid-19 na cidade. Municípios como Colinas, Babaçulândia, Carmolândia, Wanderlândia, Goiatins e Tocantinópolis estão entre os que mais enviaram pacientes para tratamento na unidade.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.