Esporte

Jovem de pequena cidade do Tocantins conquista 3 ouros na sua 1ª competição nacional

Cerca de 900 jovens disputaram as paralimpíadas em São Paulo.

Por Redação 1.397
Comentários (0)

27/11/2021 09h06 - Atualizado há 5 meses
Alexsandro comemora as vitórias com o professor Gabarrão e o primo Jhonata

O ano de 2021 será inesquecível para o estudante tocantinense Alexsandro Pereira Lima, de 14 anos. Estreando nas Paralimpíadas Escolares, ele conquistou ouro nas três provas em que disputou: arremesso de peso, lançamento de disco e club. Ele mora em Araguanã (TO), cidade que tem aproximadamente 6 mil habitantes.

A competição paralímpica aconteceu em São Paulo e contou com a presença de 900 atletas de todo o país. Os atletas tocantinenses que estão em São Paulo foram os campeões dos Jogos Paradesportivos Escolares do Tocantins (Parajets), promovido pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). 

VEJA MAIS 

Com dificuldade na fala, as poucas palavras traduzem o sentimento de ser campeão e vislumbrar uma nova história construída através do esporte. "Atletismo é muito legal. Estou animado e feliz", relatou Alexsandro.

O feito é ainda mais impressionante, já que o tempo de treinamento de Alexsandro é de cerca de quatro meses apenas. "Assim que chegou na cidade, já fizemos o convite para conhecer o Atletismo. Ele tem se mostrado um atleta muito comprometido, empenhado e que está apenas começando uma trajetória de muito sucesso no paradesporto e na vida", apostou o professor Rafael Gabarrão.

Alexsandro é natural de Araguanã, no norte do estado. As medalhas no Atletismo fazem parte da história de superação do jovem atleta que já esteve em situação de vulnerabilidade social e abandono, mas que atualmente mora com a avó materna e duas irmãs, na sua cidade natal.

O menino nasceu com paralisia cerebral, e iniciou, também neste ano, sua jornada estudantil. Ele cursa o 1° ano do ensino fundamental, na Escola Municipal Tiradentes, onde está sendo alfabetizado.

Jonatha Pereira de Castro é primo de Alexsandro e está em São Paulo acompanhando o estudante. Segundo ele, o esporte tem contribuído fortemente para a qualidade de vida do paratleta. "São muitos os progressos alcançados por meio dessa inclusão que o Atletismo tem proporcionado. Temos acompanhado e reconhecido uma melhora significativa não só no desenvolvimento físico, mas também intelectual, no convívio e na comunicação", ressaltou.

O professor Rafael Gabarrão é o responsável pelo treinamento do paratleta

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.