Reféns liberados

Professora e agente que estavam reféns de fugitivos são liberados após mais de 24h

Os dois foram feitos reféns na tarde da terça-feira (02) e passaram mais de 24h em poder dos criminosos.

Por Nielcem Fernandes 16.184
Comentários (0)

03/10/2018 19h06 - Atualizado há 2 anos
Professora e o agente

A professora Elisângela Mendes Sobrinho, de 43 anos, e o chefe de plantão do Presídio Barra da Grota, Roberto Aires, de 27 anos, foram libertados na tarde desta quarta-feira (03) depois de passarem mais de 24 horas como reféns de detentos que fugiram da unidade prisional, em Araguaína, norte do Estado. 

Segundo apurado, a professora e agente foram liberados a cerca de 7 km da cidade, em um povoado chamado Água Amarela.

Os dois estavam sendo reféns dos presidiários desde o início da rebelião que começou por volta das 14h40 da tarde de terça-feira (2) e foram levados pelos fugitivos para uma região de mata fechada. 

Ao todo, 28 presos fugiram do presídio, 9 tiveram a morte confirmada e 19 estão oficialmente foragidos.

OPERAÇÃO  

Logo após a fuga, o Governo do Estado montou um gabinete governamental em Araguaína com representantes das forças de Segurança do Estado (Secretaria da Cidadania e Justiça, Secretaria da Segurança Pública, Casa Militar e Polícia Militar) e de pastas como a Secretaria da Educação, Juventude e Esportes e Casa Civil 

A negociação focou principalmente na liberação dos reféns e no apoio aos seus familiares.

Na tarde desta quarta (3), os secretários Heber Fidelis (Cidadania e Justiça) e Rolf Costa Vidal (Casa Civil) visitaram os servidores do Sistema Penitenciário que ainda estão sob cuidados médicos no hospital de Araguaína. Além disso, receberam no gabinete governamental parentes da professora Elisângela Mendes.

Segundo o Governo, os familiares da professora, acompanhados do advogado Michel Pires, demonstraram confiança nas forças policiais e disseram estar otimistas no desfecho positivo por conta do bom relacionamento dela com os detentos.

Demos total apoio às famílias dos reféns, explicando cada novo passo da operação, e eles foram bem amistosos e confiantes”, disse Heber Fidelis.

Para acompanhar os trabalhos em Araguaína, o Governo do Estado enviou o vice-governador Wanderlei Barbosa, o secretário da Cidadania e Justiça, Heber Fidélis, da Segurança Pública, Fernando Ubaldo, e o chefe do Policiamento do Interior da Polícia Militar, coronel Humberto Costa Parrião.

Segundo o Governo, a operação continua com o reforço de policiais militares, através das equipes do 2° Batalhão da PM, do Batalhão Rodoviário (BPMRED) e da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE).

Anda conta com policiais civis, por meio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e tripulação armada, Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote), Delegacia Especializada de Repressão a Narcóticos (Denarc) de Palmas e equipes da 1ª Delegacia Regional (Araguaína), além de agentes penitenciários do município e da Capital.

A professora foi liberada com vida

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.