Justiça Federal

Veja passo a passo para ajuizar uma ação solicitando o auxílio emergencial do Governo

Confira os documentos que são necessários para a ação.

Por Redação 574
Comentários (0)

29/07/2020 15h57 - Atualizado há 6 dias
Auxílio emergencial do Governo Federal

Para aquelas pessoas que não estão conseguindo receber o Auxílio Emergencial do Governo Federal e entendem que se enquadram no perfil, o Núcleo de Apoio à Coordenação dos Juizados Especiais Federais do Tocantins (Nucod/TO) dispõe de um serviço de atendimento especializado.

Para o ajuizamento da ação, solicitando o auxílio, é necessário preencher todos os campos do formulário on-line e encaminhar os documentos, por meio deste link

IMPORTANTE! 

O Nucod/TO informa que é importante que após o envio do formulário via e-mail, a parte solicitante NÃO deve entrar em contato por meio do telefone ou whatsapp, pois existe grande demanda e uma sequência de solicitações que é respeitada para que todos sejam atendidos. Os servidores da Justiça Federal irão entrar em contato assim que a solicitação for processada. 

Siga o passo a passo: 

1.   Apresentação por escrito e de forma precisa dos fatos que motivaram a ação; 

2.   Apresentação de documento informando a negativa da liberação do benefício (pode ser o print da tela do App da CEF); 

3.   Cópia da Carteira de Identidade e do CPF;

4.   Cópia de comprovante de endereço em nome do autor, com 2 (dois) telefones de contatos para eventual comunicação; 

5.   Informar número telefônico com WhatsApp para receber as intimações do processo; 

6.   Documentos que comprovem que a negativa do pedido foi equivocada; 

Obs.: É importante conter, no relato dos fatos, os motivos pelos quais a pessoa entende ter o direito ao benefício, quando este foi requerido e os motivos pelos quais foi negado pelo órgão.

(Com informações da Ascom da Justiça Federal

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.