Trânsito interditado

Chuva forte em Araguaína faz cratera avançar sobre Avenida Filadélfia e derruba poste de energia

Por Redação AF
Comentários (0)

13/01/2016 15h19 - Atualizado há 1 ano
A forte chuva que caiu em Araguaína (TO), na região norte do Estado, por várias horas na tarde desta quarta-feira (13), provocou alagamentos e a derrubada de um poste de energia elétrica. Na avenida Filadélfia, no Setor Coimbra, perímetro urbano da TO-222, a situação ficou a mais crítica. O grande volume de água fez a gigantesca cratera avançar sobre parte da rodovia, arrancou todo o aterro do pé de um poste de alta tensão e ainda escavou por baixo da pista. A rodovia está completamente interditada. O poste ficou preso apenas pelos cabos de alta tensão. Equipes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Prefeitura e da empresa concessionária de energia estiveram no local. O poste foi retirado e trânsito desviado pelas ruas do setor Coimbra. A enxurrada também deixou várias ruas intrafegáveis e a Defesa Civil do Município monitorou durante todo tempo o volume de água no Córrego Neblina, que corta a cidade, e que ameaçava transbordar. Segundo a Prefeitura, o monitoramento segue contínuo no local. Rotas alternativas A AMTT fez a seguinte rota para quem segue no sentido Araguaína/Filadélfia: os motoristas devem seguir pela Avenida Goiás, Rua 1, Rua 11, no Setor Coimbra, e pega a Avenida Filadélfia. Para quem vem de Filadélfia/Araguaína a rota é a seguinte: Rua 11, Rua 1, Avenida Goiás, no Setor Coimbra, e Avenida Filadélfia. Outras ruas paralelas a Av. Filadélfia também podem ser utilizadas pelos motoristas. Ação emergencial não chegou a tempo Na manhã desta terça-feira (12), o prefeito Ronaldo Dimas e os secretários da Infraestrutura do Estado e Município, Sérgio Leão e Simão Moura Fé, juntamente com técnicos, vistoriaram a cratera. No último sábado (09), a Defesa Civil Municipal já havia notificado o Estado sobre o risco de desabamento no local e solicitou uma ação imediata para solucionar o problema. Após a vistoria, o secretário estadual Sérgio Leão informou que será feita uma contenção emergencial a princípio, com escoramento dos pontos com risco de desabamento, no prazo de 15 dias, com o objetivo de evitar o rompimento da rodovia. Somente depois, a obra definitiva será realizada, mas não há prazo definido.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.