Como entrar no mercado de moda

Por Redação AF
Comentários (0)

06/06/2014 15h52 - Atualizado há 1 dia
<span style="font-size:14px;">Voc&ecirc; pode ter forma&ccedil;&atilde;o em moda, p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o, MBA e diplomas em cursos espec&iacute;ficos fora do Brasil. Mas nada disso garante que consiga um emprego na ind&uacute;stria fashion. &Eacute; verdade que o mercado nacional est&aacute; mais profissional do que h&aacute; uma d&eacute;cada, mas a oferta de empregos, principalmente os fixos e registrados, ainda &eacute; pequena. De acordo com o &uacute;ltimo Relat&oacute;rio Anual de Informa&ccedil;&otilde;es Sociais (RAIS/MTE), de 2011, o setor de Moda empregou 2,1 milh&otilde;es de funcion&aacute;rios formais no Brasil (ou 4,6% do total de trabalhadores).<br /> Na pr&aacute;tica, o n&uacute;mero deveria ser maior, mas muitas empresas ainda terceirizam quase toda sua produ&ccedil;&atilde;o e h&aacute; uma boa parcela de profissionais que trabalha na &aacute;rea como aut&ocirc;nomo. Trata-se de uma equa&ccedil;&atilde;o complicada. Enquanto a oferta &eacute; pouca, a concorr&ecirc;ncia &eacute; acirrada. Se voc&ecirc; est&aacute; decidido a trabalhar no setor, precisa conhecer profundamente o que acontece na ind&uacute;stria, ter e manter bons contatos e perceber onde as suas habilidades se encaixam melhor. A seguir, as dicas de alguns profissionais para quem pretende entrar na moda nacional.<br /> 1- Seja criativo!<br /> Para Miriam Levinbook, coordenadora do curso de Neg&oacute;cios da Moda da Universidade Anhembi Morumbi, em S&atilde;o Paulo, um dos maiores desafios dentro desse mercado &eacute; ser criativo e inovador. &quot;A pessoa precisa desenvolver um olhar investigativo, uma capacidade de agir criticamente e estrategicamente diante do cen&aacute;rio fashion. N&atilde;o adianta s&oacute; estar apto a desenvolver habilidades t&eacute;cnicas, &eacute; importante ser capaz de refletir a moda em um contexto contempor&acirc;neo&quot;, explica.<br /> 2- Identifique tend&ecirc;ncias<br /> Um exemplo de tend&ecirc;ncia comportamental de moda &eacute; o crescimento sustent&aacute;vel, n&atilde;o s&oacute; como uma preocupa&ccedil;&atilde;o ambiental, mas tamb&eacute;m social. &quot;Acredito que o caminho daqui para frente ser&aacute; o de criar um crescimento sustent&aacute;vel na ind&uacute;stria&quot;, acredita Miriam. Resumo da &oacute;pera fashion: identificar antes o rumo que a moda est&aacute; tomando, com uma vis&atilde;o macro, &eacute; numa &oacute;tima maneira de sair em vantagem no mercado.<br /> <br /> 3- Defina quem voc&ecirc; quer ser<br /> Antes de trabalhar com moda, &eacute; importante definir qual papel voc&ecirc; gostaria de desempenhar: stylist, buyer, produtor, designer, rela&ccedil;&otilde;es p&uacute;blicas, vendedor, empres&aacute;rio&hellip; &quot;Qualquer que seja a &aacute;rea, &eacute; preciso ter foco. Esse &eacute; o primeiro passo para come&ccedil;ar&quot;, diz Claudio Goldberg, professor de varejo da Funda&ccedil;&atilde;o Get&uacute;lio Vargas do Rio de Janeiro. Lembrando que se voc&ecirc; iniciar sua carreira numa empresa pequena, pode ter mais oportunidade de conhecer o mercado e as diversas fun&ccedil;&otilde;es de cada &aacute;rea. As grandes empresas costumam dividir mais os setores.<br /> <br /> 4- Comece vendendo<br /> A consultora de moda Bia Paes de Barros acredita que para entender a moda &eacute; interessante trabalhar em algum momento com vendas. &quot;&Eacute; super importante conhecer o mercado e o dia a dia do neg&oacute;cio. Claro que a pessoa deve buscar todas as informa&ccedil;&otilde;es de moda e tend&ecirc;ncia, mas antes &eacute; preciso conhecer o p&uacute;blico. Come&ccedil;ar como vendedora &eacute; a melhor maneira de entender do funcionamento de uma marca no futuro. &Eacute; uma porta de entrada f&aacute;cil e valiosa.&quot;<br /> <br /> 5- Estude o mercado<br /> Se voc&ecirc; gosta do assunto, precisa se informar. Na verdade, precisa respirar moda (e tamb&eacute;m arte, fotografia, cultura, j&aacute; que tudo, nessa &aacute;rea, &eacute; interligado). &quot;&#39;As tend&ecirc;ncias de moda s&atilde;o globais, ent&atilde;o, pelo estudo voc&ecirc; consegue conhecer com anteced&ecirc;ncia o que ser&aacute; a moda. Eu recomendo que a pessoa seja &#39;antenada&#39;&quot;, diz Claudio. Isso significa que voc&ecirc; tem que saber quem s&atilde;o os estilistas importantes, como &eacute; o trabalho deles, enfim, ter um interesse verdadeiro pelo assunto. A moda muda muito, quem quer trabalhar no setor, precisa estar sempre conectado.<br /> 6- Claro, o curr&iacute;culo importa<br /> Quanto &agrave; faculdade, a consultora de moda Bia Paes de Barros acredita que fazer cursos em neg&oacute;cio de moda ou de administra&ccedil;&atilde;o s&atilde;o os ideais. Mas se voc&ecirc; tiver a oportunidade de estudar fora, ter&aacute; um diferencial no seu curr&iacute;culo. &quot;Nos Estados Unidos, por exemplo, h&aacute; cursos mais espec&iacute;ficos do que no Brasil. A Fashion Institute of Technology, em Nova York, &eacute; uma boa faculdade para quem quer trabalhar com neg&oacute;cios de moda. Se voc&ecirc; quiser design de moda, a Europa tem op&ccedil;&otilde;es melhores: Saint Martins, em Londres, e o Instituto Marangoni, em Mil&atilde;o.&quot;<br /> 7- N&atilde;o saia por a&iacute; pedindo dinheiro<br /> Estilista sim, devedora n&atilde;o. Se a sua ideia &eacute; abrir uma marca de moda, &eacute; necess&aacute;rio investir capital. A estilista Patricia Bonaldi, no entanto, alerta para o perigo de pedir empr&eacute;stimos logo de cara. &quot;&Eacute; preciso ter muito cuidado porque existem muitos riscos.&quot; A estilista diz que o ideal para come&ccedil;ar um neg&oacute;cio de moda &eacute; possuir uma reserva pr&oacute;pria ou ent&atilde;o contar com a ajuda de algu&eacute;m que acredite na ideia. &quot;Com a empresa mais madura, &eacute; poss&iacute;vel se planejar e pensar em empr&eacute;stimos banc&aacute;rios ou fundos de investimentos.&quot;<br /> 8- Fa&ccedil;a amigos, n&atilde;o fa&ccedil;a guerra<br /> Na moda, at&eacute; mais do que em outras carreiras, os contatos contam muito. Desde o in&iacute;cio de sua carreira, voc&ecirc; deve cultivar seus conhecidos em todas as &aacute;reas -&nbsp; provavelmente voc&ecirc; trabalhar&aacute; com muitos deles no futuro. Recentemente, no site The Business of Fashion, o editor chefe Imran Amed escreveu: &quot;Alguns dos meus melhores professores foram os amigos que fiz em toda a ind&uacute;stria. E &agrave; medida que partilhamos os mesmos interesses, aprendemos uns com os outros. Mais do que qualquer outra coisa, este tem sido um recurso importante em termos de aprendizado sobre como funciona a ind&uacute;stria e uma grande rede de apoio para mim &quot;.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

Fato Inusitado

Prefeito diz que se autonomeou secretário de Saúde 'prezando pela economia'

Wesley Camilo disse ainda que não receberá salário pela nova função.

Problemas de saúde

Ex-governador Siqueira Campos deixa UTI e pode retornar ao Tocantins em 10 dias

Ele estava internado em São Paulo para o tratamento de uma pneumonia desde o dia 4 deste mês.

Fim de ano

Mais de 60% das empresas de Palmas devem abrir vagas de emprego temporário

A maior parte das vagas será para empresas do segmento de vestuário (28,3%).

LDO

Governo do Tocantins espera arrecadar R$ 10,2 bilhões nos próximos três anos

Os demonstrativos das metas fiscais para 2019-2021 foram apresentados na Assembleia Legislativa.

Brasil

Carteiro amigo de cachorros faz sucesso com selfies na internet e conta segredo

Ele começou postando fotos e vídeos curtos e atualmente tem mais de 45 mil seguidores no Instagram.

Para 2019

Deputados e senadores do Tocantins têm R$ 15,4 milhões de emendas individuais

As emendas devem priorizar saúde, educação e segurança pública.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.