Mudança

Concurso para defensor público não exigirá registro na OAB/TO; salário é de R$ 30,4 mil

A medida pode ser vista como uma represália da Defensoria Pública.

Por Conteúdo AF Notícias 5.245
Comentários (0)

27/01/2021 09h12 - Atualizado há 1 mês
Prédios da Defensoria (esq.) e OAB-TO

O próximo concurso da Defensoria Pública do Tocantins não exigirá que o candidato esteja inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil como requisito de ingresso na carreira de defensor público.

A previsão foi excluída através da Resolução-CSDP Nº 200, de 17 de dezembro de 2020, que promoveu uma série de mudanças na Resolução-CSDP nº 168/2017, documento que dispõe sobre a realização e organização do concurso para o cargo.

A medida pode ser vista como uma represália da Defensoria Pública em razão de a OAB-Tocantins ter excluído os defensores dos quadros da Ordem no fim de 2020.

Fim do requisito e outras mudanças

A inscrição na OAB estava prevista no artigo 11, inciso II, da Resolução-CSDP nº 168/2017. Com a alteração, entre outros pontos, será cobrado que o candidato tenha apenas concluído o curso de Bacharelado em Direito, em escola oficial ou reconhecida.

Parágrafo 2º do artigo 1º - afirma agora que existem 20 cargos vagos na classe inicial da carreira, sendo 3 para preenchimento imediato.

Parágrafo 2º do artigo 2º - afirma que o subsídio do cargo de Defensor Público Substituto agora equivale a R$ 30.404,42. Antes o valor era de R$ 26.125,17, mas foi reajustado pela Lei nº 13.752/2018.

Caput do artigo 27 – diz agora que serão considerados classificados para a segunda fase (prova escrita discursiva) os candidatos que obtiverem nota em cada grupo correspondente a 20% e a 60% do total da prova objetiva, desde que estejam classificados até a 200ª colocação, incluindo todos os candidatos empatados nessa colocação.

Também há alterações relacionadas a prova escrita objetiva, às disciplinas das provas escritas discursivas e às disciplinas da prova oral.

Comissão nomeada

A comissão do novo certame foi nomeada há mais de um ano e já elabora o projeto básico do concurso, além de estar trabalhando para escolha da banca organizadora. 

O último concurso público da Defensoria do Tocantins foi realizado em 2012. Na época, foram ofertadas 375 vagas para cargos de níveis médio/técnico e superior. Os salários variavam entre R$ 1.347,73 e R$ 3.706,27.

Resolução-CSDP Nº 200, de 17 de dezembro de 2020.

Resolução-CSDP Nº 168, de 05 de dezembro de 2017. 

Mudança feita pela Defensoria Pública do Tocantins

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.