Educação

Em Araguaína, ministro responde professores sobre vacina e critica 'governos de esquerda'

'O que aconteceu foi um atraso na educação pública', criticou.

Por Conteúdo exclusivo AF Notícias 1.826
Comentários (0)

19/05/2021 11h58 - Atualizado há 8 meses
Ministro da Educação, Milton Ribeiro, durante discurso na inauguração de escola em Araguaína

Cumprindo agenda em Araguaína nesta quarta-feira (19), o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou que "leva a sério" o pedido dos professores para inclusão da categoria no grupo prioritário da vacinação contra a covid-19. A declaração foi uma resposta ao protesto encabeçado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintet).

Representando o presidente Jair Bolsonaro, o ministro participou da inauguração da Escola de Tempo Integral Jardenir Jorge Frederico, no setor Maracanã. A unidade tem capacidade para atender 1.500 alunos. "Alegria em poder retornar [ao Tocantins]. Estou aqui em nome do presidente Jair Bolsonaro, um homem sério”.

Milton Ribeiro foi recepcionado por faixas na entrada da unidade de ensino cobrando vacinas. “Escola é lugar de aprender, não de contaminação. Vacinação já!”, dizia uma das faixas. “Sem vacinação, sem aulas presenciais”, acrescentava a outra faixa.

Durante seu discurso, o ministro se dirigiu aos educadores. "Claro que eu levo a sério a vida dos professores. Em outubro de 2020, eu fui o primeiro ministro a mandar para a Casa Civil o  pedido de prioridade na vacinação, nem se falava em vacina, ainda era um sonho, mas já havia estudos e eu fiz este pedido e este documento é público. Agora, recentemente, na mudança do ministro, eu fui pessoalmente visitar o Marcelo Queiroga e uma das coisas que eu pedi foi exatamente a prioridade não só para os professores, mas para todos os profissionais da Educação", declarou o ministro Milton Ribeiro.

Ele acrescentou, contudo, que a vacinação tem uma prioridade "que é organizada também pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo parlamento". “E nós vamos obedecer”, acrescentou.

VEJA MAIS

CRÍTICA AOS GOVERNOS DO PT

O ministro disse ainda que assumiu a missão no MEC há cerca de 10 meses e que o presidente Jair Bolsonaro pediu que a priorização de duas áreas: a educação de crianças e o ensino profissionalizante.

Na sequência, Milton Ribeiro afirmou não ser político nem ter intenções políticas, e criticou os governos petistas.

“Com 20 anos de governo de esquerda nesse país, o que aconteceu foi um atraso na educação pública. Eu estudei somente em escola pública que eram as melhores da cidade e hoje, infelizmente, apesar do esforço dos professores, a nossa educação tem sofrido. Construir universidade é bom, mas temos que começar pelas bases, pelo alicerce”, afirmou.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.