Vaticano

Em carta ao Papa Francisco, senadora Kátia Abreu implora por socorro ao povo brasileiro

Documento deverá ser entregue formalmente por meio da Embaixada do Brasil no Vaticano.

Por Redação 613
Comentários (0)

08/04/2021 14h30 - Atualizado há 4 dias
Papa Francisco

Em carta enviada ao Papa Francisco nesta quinta-feira (9), a senadora tocantinense Kátia Abreu pede apoio à quebra de patentes a fim de garantir o acesso de toda a população à vacina contra a covid-19.

A parlamentar ainda solicita que o pontífice "venha em socorro do Brasil, a maior nação católica do mundo" e reafirme ao povo brasileiro a necessidade das medidas sanitárias para controle da difusão do vírus.

Kátia Abreu afirma na carta que “nesta pandemia, não haverá solução que não seja plenamente universal”. O documento deverá ser entregue formalmente à Santa Sé por meio da Embaixada do Brasil no Vaticano.

“Rogo para que, das sacadas do Vaticano, conclame organismos internacionais, governos influentes e grandes empresas privadas a que abram as patentes de vacinas contra a Covid-19 e, assim, compartilhem com todos os países em desenvolvimento esse medicamento de caráter humanitário. Somente assim, Santo Padre, será possível caminhar, na velocidade necessária, rumo à imunização rápida e gratuita de todos os habitantes do planeta, sobretudo os mais pobres”, diz Kátia Abreu no documento.

A senadora pede para que o papa reafirme aos brasileiros que é necessário união para controle da crise. Segundo a parlamentar, questões básicas de cuidado sanitário continuam a ser questionadas, levando centenas de milhares de pessoas a mortes desnecessárias.

“Imploro ao coração misericordioso de Vossa Santidade para que fale ao povo brasileiro sobre a necessidade do uso de máscaras e da constante higienização das mãos, sobre a importância do distanciamento físico e sobre a importância de manter os ambientes arejados. Fale também, querido e bondoso pastor, sobre como é vital, em casos de crise sanitária aguda, o fechamento parcial ou integral de cidades – chamado lockdown – para evitar que o vírus se disperse e mate ainda mais inocentes. Explique o quanto tais medidas preventivas são indispensáveis, enquanto a imunização definitiva não chega e não atingimos os níveis de segurança recomendados pelos especialistas”, afirma.

Kátia Abreu ainda destaca que as disputas políticas no país vêm agravando ainda mais o cenário, sobrepondo-se à busca do bem comum. “Discussões pueris sobre questões que há muito deveriam estar mais do que aplainadas, nos confundem e abatem, escurecendo a consciência de nosso povo. Muitas vozes poderosas, em lugar de educar e esclarecer a população, acabam por semear a cizânia, ofuscando com isso a necessária mensagem sobre as formas corretas de proteger-se, proteger ao próximo e sobreviver a esta imensa tragédia”, diz.

Veja a íntegra da carta aqui.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.