Em greve, professores preparam grande marcha até a Diretoria Regional de Ensino de Araguaína

Por Redação AF
Comentários (0)

28/03/2014 10h08 - Atualizado há 2 meses
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br /> <br /> O Sindicato dos Trabalhadores em Educa&ccedil;&atilde;o do Tocantins (Sintet), regional de Aragua&iacute;na (TO), prepara um grande ato p&uacute;blico para a tarde desta sexta-feira (28). Os professores da rede estadual estraram em greve&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">por tempo indeterminado&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">no dia 24 de mar&ccedil;o.<br /> <br /> De acordo com o Sindicato, a concentra&ccedil;&atilde;o acontecer&aacute; a partir das 15 horas na sede regional do Sintet, de onde a categoria sair&aacute; em caminhada at&eacute; a Diretoria Regional de Gest&atilde;o e Forma&ccedil;&atilde;o de Aragua&iacute;na. Em frente ao &oacute;rg&atilde;o p&uacute;blico, os professores far&atilde;o uma manifesta&ccedil;&atilde;o ate &agrave;s 18 horas.<br /> <br /> <em>&ldquo;Estamos convidando todos os trabalhadores em educa&ccedil;&atilde;o - professores, merendeiras, administrativo, pais e alunos - para participar de um grande ato em frente a Diretoria Regional para mostrar ao Governo por que estamos de greve&rdquo;</em>, disse Jesul&ecirc; Guida, presidente do Sintet.<br /> <br /> <u><strong>Reivindica&ccedil;&otilde;es</strong></u><br /> <br /> A categoria reivindica a revis&atilde;o do Plano de Cargos Carreira e Sal&aacute;rios; corre&ccedil;&atilde;o salarial de acordo com os &iacute;ndices reajustados do FUNDEB; pagamento do reajuste da data base previsto para 1&ordm; de maio; regulariza&ccedil;&atilde;o dos repasses financeiros &agrave;s escolas; enquadramento do pessoal administrativo das escolas ao Plano de Cargos e Carreira da Educa&ccedil;&atilde;o; elei&ccedil;&atilde;o direta para diretor escolar e o fim da interfer&ecirc;ncia pol&iacute;tica nas unidades de ensino; e o pagamento do retroativo das progress&otilde;es do edital de 2012, prometido para janeiro e n&atilde;o concedido pelo governo.<br /> <br /> Para o Sindicato, h&aacute; m&aacute; vontade e desrespeito do governo com a categoria dos educadores. O presidente sindical lembra que os professores &ldquo;t&ecirc;m o pior plano de carreira entre todas as categorias de servidores&rdquo; e que desde o ano passado vem buscando a negocia&ccedil;&atilde;o, no entanto, o Governo s&oacute; enrola a categoria.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.