Empresários de Araguaína querem Guarda Municipal e instalação das 100 câmeras prometidas por Ronaldo Dimas

Por Redação AF
Comentários (0)

25/07/2013 09h28 - Atualizado há 2 meses
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u><strong>Arnaldo Filho</strong></u><br /> <em>Portal AF Not&iacute;cias</em><br /> <br /> Durante a manifesta&ccedil;&atilde;o dos empres&aacute;rios de Aragua&iacute;na, ocorrida na &uacute;ltima ter&ccedil;a (23) onde reuniu mais de 600 pessoas, uma carta foi lida e encaminhada &agrave;s principais autoridades do Tocantins que tem compet&ecirc;ncia para deliberar sobre a&ccedil;&otilde;es concretas na &aacute;rea de seguran&ccedil;a p&uacute;blica.<br /> <br /> No &acirc;mbito estadual a carta foi direcionada ao governador Siqueira Campos, ao Secret&aacute;rio de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, Jos&eacute; Eli&uacute; Andrada, e ao Comandante do 2&ordm; BPM, major Silva Neto. No munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na, o prefeito Ronaldo Dimas foi o destinat&aacute;rio.&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br /> <br /> Dois dias ap&oacute;s o protesto que percorreu as principais ruas da cidade cobrando &ldquo;mais seguran&ccedil;a e menos impostos&rdquo;, os empres&aacute;rios ainda n&atilde;o tiveram nenhum posicionamento ou resposta por parte dos poderes estadual e municipal, principalmente em rela&ccedil;&atilde;o &agrave;s reivindica&ccedil;&otilde;es contidas na carta.<br /> <br /> Dentre as cobran&ccedil;as da classe, tr&ecirc;s delas foram direcionadas ao prefeito Ronaldo Dimas (PR) requerendo a instala&ccedil;&atilde;o de c&acirc;meras na sa&iacute;da da cidade e a cria&ccedil;&atilde;o da Guarda Municipal para auxiliar e ampliar a cobertura de seguran&ccedil;a ostensiva na cidade.<br /> <br /> A outra solicita&ccedil;&atilde;o &eacute; que seja colocado em pr&aacute;tica o projeto que visa a instala&ccedil;&atilde;o de c&acirc;meras nos principais pontos do centro comercial de Aragua&iacute;na. Durante a campanha eleitoral de 2012, a implanta&ccedil;&atilde;o de 100 c&acirc;meras de seguran&ccedil;a foi uma das propostas que encantou a classe comercial.<br /> <br /> Com finalidade diversa, a Prefeitura de Aragua&iacute;na est&aacute; prestes a formalizar um contrato com a empresa Total Seguran&ccedil;a, por 12 meses e com um custo estimado em at&eacute; R$ 3 milh&otilde;es mensais, para presta&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os de seguran&ccedil;a patrimonial integrada de bens e valores, dos servidores e do p&uacute;blico em geral que estejam dentro dos im&oacute;veis sob a responsabilidade da Prefeitura Municipal de Aragua&iacute;na.<br /> <br /> A categoria empresarial solicitou ainda das autoridades provid&ecirc;ncias junto &agrave; Pol&iacute;cia Rodovi&aacute;ria Federal para reativa&ccedil;&atilde;o do Posto de Fiscaliza&ccedil;&atilde;o na BR-153, no Setor Barros. A finalidade &eacute; aumentar o poder de fiscaliza&ccedil;&atilde;o nas fronteiras do munic&iacute;pio.<br /> <br /> J&aacute; ao Comandante major Silva Neto, os comerciantes solicitaram a presen&ccedil;a preventiva da policia na &aacute;rea comercial de Aragua&iacute;na.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.