Governo faz de tudo para impedir candidatura de seu maior adversário, diz Josi Nunes

Por Redação AF
Comentários (0)

09/09/2013 08h29 - Atualizado há 1 semana
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br /> <br /> O processo eleitoral de 2014 interferiu no resultado da vota&ccedil;&atilde;o das contas dos ex-governadores na Assembleia Legislativa para prejudicar Marcelo Miranda, essa foi a avalia&ccedil;&atilde;o da deputada estadual Josi Nunes (PMDB) ao comentar ao <strong><em>AF Not&iacute;cias</em></strong> sobre a rejei&ccedil;&atilde;o, por 13 votos a 9, das contas de 2009 de Marcelo e Carlos Gaguim.<br /> <br /> Em contrapartida, as contas referentes a 2010, apenas de Gaguim, foram aprovadas com larga maioria, por 17 votos a 5.<br /> <br /> <strong><u>Jogo sujo</u></strong><br /> <br /> Segundo a parlamentar, o Governo do Estado usou toda sua for&ccedil;a dentro da Assembleia para obter um resultado pol&iacute;tico, e n&atilde;o t&eacute;cnico, contando com o apoio de deputados tanto da situa&ccedil;&atilde;o quanto de oposi&ccedil;&atilde;o. Josi Nunes garante que a rejei&ccedil;&atilde;o das contas de Marcelo Miranda representa uma retalia&ccedil;&atilde;o, j&aacute; que em todo o Estado &ldquo;seu nome &eacute; querido e se sobressai nas pesquisas&rdquo;. <em>&ldquo;Esse Governo quer se perpetuar no poder e faz de tudo para impedir a candidatura de seu grande advers&aacute;rio</em> [Marcelo Miranda]&rdquo;, declarou Nunes.<br /> <br /> <u><strong>Erro ou trai&ccedil;&atilde;o do pr&oacute;prio PMDB?</strong></u><br /> <br /> Ap&oacute;s a rejei&ccedil;&atilde;o das contas, 11 deputados declararam que teriam votado pela aprova&ccedil;&atilde;o, no entanto, apenas 9 votos foram computados no painel. Para Josi Nunes, apesar de o voto ser secreto, h&aacute; ind&iacute;cios de que membros do pr&oacute;prio PMDB tenham votado pela rejei&ccedil;&atilde;o das contas.&nbsp; <em>&ldquo;&Eacute; muito triste e lament&aacute;vel se isso tiver realmente acontecido. Destr&oacute;i todo um trabalho, uma vida do PMDB no Estado&rdquo;</em>, afirmou.<br /> <br /> A deputada lembrou que atualmente o partido vive uma divis&atilde;o pol&iacute;tica no Tocantins. <em>&ldquo;Sabemos que tem membros que querem se aliar ao Governo, e outros, inclusive eu, que defendem a autonomia, independ&ecirc;ncia e candidatura pr&oacute;pria</em> [PMDB Aut&ecirc;ntico]&rdquo;, afirmou Josi Nunes.<br /> <br /> <u><strong>Eduardo est&aacute; legitimado pelo povo para ser candidato?</strong></u><br /> <br /> Questionada se Eduardo Siqueira estaria legitimado popularmente para ser candidato em 2014, Josi lembrou que a rejei&ccedil;&atilde;o do atual Governo &eacute; muito grande exatamente porque n&atilde;o cumpriu as promessas de campanha, que foram muitas. <em>&ldquo;Basta que as pessoas recordem. O m&eacute;dico na porta, estradas, sa&uacute;de, educa&ccedil;&atilde;o. Este governo n&atilde;o conseguiu cumprir os compromissos de campanha que fez. Al&eacute;m disso, o Estado, em quase todas as &aacute;reas piorou os seus indicies. Veja a sa&uacute;de: era um problema nos governos anteriores [Marcelo e Gaguim], mas piorou muito neste atual. Nunca tivemos tantas reclama&ccedil;&otilde;es em rela&ccedil;&atilde;o &agrave;s estradas, tantos buracos e tantas vidas ceifadas como tivemos em 2 anos e meio&rdquo;</em>, enfatizou.<br /> <br /> <u><strong>Caos no Estado</strong></u><br /> <br /> A deputada define como um &ldquo;caos&rdquo; a crise vivida no Estado nas &aacute;reas de sa&uacute;de, infraestrutura e seguran&ccedil;a p&uacute;blica. <em>&ldquo;Nos Governos anteriores havia uma manuten&ccedil;&atilde;o permanentes nas entradas. Tinham problemas? Tinham, mas nunca tivemos um caos como atualmente. Tem feito uma recupera&ccedil;&atilde;o, por&eacute;m muito lenta e sem qualidade. Nunca chegamos a este ponto tamb&eacute;m na seguran&ccedil;a p&uacute;blica. As empresas recolhem as viaturas porque n&atilde;o h&aacute; pagamento; os pr&eacute;dios das delegacias s&atilde;o p&eacute;ssimos; n&atilde;o h&aacute; estrutura m&iacute;nima pra que a pol&iacute;cia cumpra sua fun&ccedil;&atilde;o real, al&eacute;m disso, os direitos dos servidores n&atilde;o est&atilde;o sendo respeitados, como por exemplo, as progress&otilde;es&rdquo;</em>, criticou.<br /> <br /> Segundo Josi Nunes, o atual Governo usa como justificativa a aus&ecirc;ncia de investimentos por parte de seus antecessores, no entanto, esquece que j&aacute; esteve &agrave; frente ao Estado por tr&ecirc;s mandatos. <em>&ldquo;Se eles falam que n&atilde;o houve investimentos nos Governos anteriores &eacute; porque reconhecem que n&atilde;o houve tamb&eacute;m da parte deles&rdquo;</em>, acrescenta.<br /> <br /> <strong><u>Dificuldades para fazer o sucessor</u></strong><br /> <br /> <em>&ldquo;Vejo que o governo tem muitas dificuldades de fazer o sucessor e, por isso, est&aacute; cooptando os partidos, como &eacute; o caso do PMDB, um grande partido de oposi&ccedil;&atilde;o e que tem o melhor nome para competir nas elei&ccedil;&otilde;es de 2014 que &eacute; Marcelo Miranda. A rejei&ccedil;&atilde;o das contas &eacute; uma tentativa de inviabilizar sua candidatura. Essa antecipa&ccedil;&atilde;o do processo eleitoral s&oacute; vem a prejudicar o nosso Estado&rdquo;</em>, finalizou Josi Nunes.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.