Júri condena acusados de matar jovem em frente à boate por ter pisado no pé da namorada

Por Redação AF
Comentários (0)

10/06/2015 15h34 - Atualizado há 3 semanas
<span style="font-size:14px;">O Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) obteve &ecirc;xito no julgamento de Lucas Chagas da Silva e David William da Silva Rego, realizado nesta segunda-feira (8), na cidade de Aragua&iacute;na. Os acusados foram condenados a 12 anos de pris&atilde;o pelo assassinato de D&aacute;cyo Dias Pereira, ocorrido em abril de 2014, em frente &agrave; boate Zoulk Hall.<br /> <br /> Na sustenta&ccedil;&atilde;o oral durante o Tribunal de J&uacute;ri, o Promotor de Justi&ccedil;a Alzemiro Wilson Peres Freitas destacou o motivo f&uacute;til do crime. Segundo a investiga&ccedil;&atilde;o, Lucas da Silva recebeu de David Rego uma arma, com a qual realizou diversos disparos contra a v&iacute;tima, ap&oacute;s um desentendimento dentro da boate, quando D&aacute;cyo teria pisado no p&eacute; da namorada de Lucas.<br /> <br /> O caso gerou bastante repercuss&atilde;o na imprensa e comunidade de Aragua&iacute;na pela forma fria com que os r&eacute;us cometeram o crime. O regime inicial de cumprimento das penas&nbsp;ser&aacute; o fechado, tanto em raz&atilde;o do tempo para cumprimento da pena quanto pelo fato de o crime de homic&iacute;dio qualificado ser considerado hediondo.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.